GT Brasil: Etapa do Anhembi marca despedida de carros vitoriosos do Itaipava GT Brasil

Pilotos da Itaipava GT3 e Itaipava GT4 já confirmaram a substituição de alguns modelos para a rodada dupla de Curitiba

A segunda etapa do Itaipava GT Brasil, disputada no último fim de semana no circuito de rua do Anhembi, em São Paulo, marcou a despedida de três carros muito especiais nas categorias Itaipava GT3 e Itaipava GT4. O Audi R8 LMS de Xandy Negrão e Xandinho Negrão será substituído por um Lamborghini Gallardo LP600. Os campeões de 2009, Cláudio Ricci e Rafael Derani, vão trocar o Ferrari F430 pela versão Ferrari F458. Por fim, Valter Rossete e Fábio Greco anunciaram a substituição do Ferrari Challenge pelo Maserati Gran Turismo. Mesmo felizes com as novidades, os pilotos admitem que sentirão falta dos velhos companheiros.

Tendo estreado na etapa do Rio de Janeiro no ano passado, o Audi R8 LMS venceu logo de cara as duas primeiras provas que disputou no Itaipava GT Brasil. Ao todo, foram três vitórias em oito corridas disputadas, entre 2010 e 2011. Mesmo assim, o piloto Xandy Negrão não estava plenamente satisfeito e espera estar mais forte na disputa do campeonato com o novo Lamborghini Gallardo LP600. “Pois é, pegando pelas estatísticas foi muito bom, mas foram sempre resultados circunstanciais. Pista que começou molhada e secou, temporal no meio da corrida, pilotos que bateram à nossa frente… As vitórias meio que caíram no nosso colo”.

“O Audi infelizmente não nos daria condições de vitória em situações normais de corrida. Ele é um carro incrível, muito confortável, mas infelizmente é muito pesado, o que nos prejudica. Deixará saudade em todos nós pelos resultados que conquistamos juntos. A expectativa é que a Lambo seja ‘o bicho’. A nossa intenção é ter um nível de competitividade mais alto desde o início e conseguir disputar as corridas em pé de igualdade com os outros”, comenta Xandy Negrão, piloto mais experiente e maior vencedor da história do Itaipava GT Brasil, campeão da Itaipava GT3 em 2007 e 2008.

Os primeiros campeões depois dele foram Claudio Ricci e Rafael Derani, em 2009, com Ferrari F430. Carro que também será trocado, pelo novo modelo Ferrari F458. “O Ferrari F430 é um carro que nos deu muitas alegrias. Eu entrei no Itaipava GT Brasil com ele, ganhei um título com ele. Foram várias vitórias, mas agora vou ter que me acostumar com o F458, que é um carro mais evoluído em todos os sentidos. Nós já temos tudo sobre a F430, criamos um apego grande pelo carro após tanto tempo juntos. Mas precisamos evoluir para acompanhar os carros novos”, comenta Claudio Ricci.

“Nós andamos no limite do F430, e no F458 não será exatamente o caso, teremos um carro pronto para vencer. É um modelo muito competitivo, foi o mais rápido no teste de equilíbrio de desempenho feito pela FIA, mas é claro que é tudo muito novo ainda. Vamos fazer um shakedown na Europa antes de tudo e receber o carro para desenvolvê-lo e competir em Curitiba com ele”, explica Claudio Ricci. Será o segundo modelo no grid de largada, o outro está nas mãos de Chico Longo e Daniel Serra e já participou das duas primeiras etapas de 2011, em Interlagos e no Anhembi.

Para os líderes da Itaipava GT4, a chegada do Maserati Gran Turismo representa um passo à frente para a equipe – mas nem por isso o time deixará de lado o modelo Ferrari Challenge. “Ao mesmo tempo em que fico feliz por receber o carro novo, fico triste por dar adeus a um modelo que nos deu o campeonato na temporada passada. Pelo menos vamos tentar continuar utilizando o carro em outros eventos, mas não mais na Itaipava GT4”, revela Fábio Greco, parceiro de pilotagem do campeão de 2010, Valter Rossete. “Automobilismo é uma paixão, mas decidimos partir para este novo desafio”.

“Se fosse apenas pela emoção, eu estaria correndo de Maverick até hoje. Por isso, estudamos muito e contando com o apoio da Ferrari e da Maserati estamos trazendo o Gran Turismo para conquistar o título da categoria. Tenho certeza que vamos brigar pela vitória logo de cara, já que estamos apostando tudo nesse carro, que é tão promissor”, conclui Fabio Greco. Eles são os líderes do campeonato da Itaipava GT4. Na Itaipava GT3, a primeira posição é da dupla Valdeno Brito e Matheus Stumpf, de Ford GT. Claudio Ricci e Rafael Derani estão em quinto lugar. Xandy Negrão e Xandinho Negrão, em sétimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *