GT Brasil: No dia dos pais, filha ganha corrida de presente no GT Brasil

Pai e filha disputam juntos a etapa de São Paulo, na categoria Itaipava GTBR4

Roberta Amaral, de 22 anos, teve uma surpresa ao chegar no autódromo de Interlagos para acompanhar a corrida do pai, o piloto Roberto Amaral, no Itaipava GT Brasil. Assim que entrou no box da equipe, o pai pediu que a filha colocasse o macacão e informou que ela disputaria em dupla com ele a etapa deste fim de semana, na categoria Itaipava GTBR, com um modelo Maserati Trofeo. A garota, que é piloto desde os 16 anos de idade e teve passagem por campeonatos regionais de automobilismo, ficou encantada com o presente invertido no Dia dos Pais.

“Foi muito legal. Estávamos juntos e ele chegou falando que eu iria correr com ele. Nunca pensei que isso fosse acontecer, era o meu sonho. Estou adorando. O mais engraçado é que eu deveria dar um presente para ele, mas foi o contrário”, disse Roberta Amaral. “Já havia pilotado o carro, mas nunca correndo, o que é muito diferente. Mas é demais!”. Como qualquer piloto, a menina já passou pela emoção inicial e agora começa a pensar em resultados, mesmo mantendo os pés no chão. “Tenho muito que melhorar. Estou treinando para, se puder, ajudar meu pai a vencer. Seria um presente para ele”.

Nem precisa: já está tudo de ótimo tamanho para Roberto Amaral. “É muito complicado ser pai de piloto, eu fico muito nervoso, mas confio nela. Ela é muito boa, tem cabeça, sabe andar e não precisa provar nada para ninguém. Está sendo uma experiência incrível correr ao lado dela”, revela o pai, que no automobilismo é conhecido como Coruja. “Não está fechado ainda, mas dando tudo certo neste fim de semana vamos competir o resto do ano juntos. Será incrível para mim”, comenta Roberta Amaral. A categoria não tinha nenhuma dupla formada por pai e filho. Ou filha.

Os casos de família na pista sempre existiram, mas em carros separados. É o caso de Cristiano Federico, que corre com Leonardo Medrado num Ferrari Challenge, e tem como um dos adversários o pai, Oswaldo Federico, que divide a pilotagem de um Maserati Trofeo com Rodrigo Navarro. Cristiano Federico também decidiu fazer uma homenagem de Dia dos Pais e vai correr com uma mensagem no capô: “Pai, a certeza de um amigo eterno. Parabéns pelo seu dia. Te amo”. A frase está acompanhada de uma foto dos dois caminhando juntos pelo paddock.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *