GT Brasil: Vitória e liderança mais folgada para Valdeno Brito e Matheus Stumpf

Xandy Negrão e Xandinho Negrão ficaram em segundo e, em terceiro, chegaram Paulo Bonifacio e Juliano Moro

Tudo começou com Ricardo Maurício saltando à frente de Daniel Serra, o pole position, logo na largada na primeira corrida da sexta etapa da temporada do Itaipava GT Brasil. Até ali, o carro de Daniel Serra, um modelo Ferrari F458, havia liderado absolutamente todas as sessões de treinos. Mas atrás do Lamborghini Gallardo LP560, perdeu um tempo preciso para conseguir a ultrapassagem, feita apenas na 11ª das 29 voltas completas. E não conseguiu abrir a vantagem que desejava.

Após a parada para troca de pilotos, o parceiro de pilotagem de Daniel Serra, Chico Longo, passou a ser pressionado por Bruno Garfinkel, companheiro de Ricardo Maurício. Com a briga entre os dois primeiros colocados, aproximou-se também o terceiro, Matheus Stumpf, que divide um Ford GT com Valdeno Brito. Não demorou muito e Matheus Stumpf deu o bote sobre os dois, assumindo a liderança, de onde não sairia mais até a bandeirada.

Foi a quarta vitória deles na temporada, o que permitiu aumentar a vantagem na liderança: agora eles têm 132 pontos na tabela de classificação, contra 118 de Rafael Derani e Claudio Ricci. “Voltar a vencer foi muito importante. O campeonato estava ficando embolado e conseguimos ampliar nossa vantagem de um para 14 pontos. Na corrida, só tenho que agradecer ao Valdeno por ter poupado o carro e os pneus, já que quando eu entrei estava muito bom e competitivo”, destaca Matheus Stumpf.

O segundo lugar na prova ficou com Xandy Negrão e Xandinho Negrão, que também começam a entrar nesta briga, agora com 116. “Foi bom. Larguei em sexto, o pessoal foi abrindo e fui tentando me manter o mais próximo possível do Valdeno, que é o nosso concorrente direto pelo campeonato. Consegui, não gastei muito os pneus e demos sorte no acidente do Garfinkel e do Chico”, revela Xandinho Negrão, referindo-se ao toque entre os dois pilotos quando disputavam o segundo lugar, já atrás do vencedor.

Paulo Bonifácio ficou em terceiro, correndo em parceria com Juliano Moro, no Ford GT. “A corrida foi boa. O grande problema foi no início foi passar o Viper (de Wagner Ebrahim), já que ele tem muita força de motor e abre muito nas retas. O Juliano ficou preso atrás, eu também, e acabei tendo sorte quando ele (Wagner Ebrahim) se envolveu no acidente com a Ferrari do Chico Longo e passei”, afirma Boni. Wagner teve de frear forte para não bater em Chico, que voltava de acidente com Garfinkel.

Os carros voltam à pista para mais uma corrida neste domingo (28) às 12h30 com transmissão ao vivo da Band.

O RESULTADO DA ITAIPAVA GT3

1º) 7 – V.Brito/M.Stumpf (FO, PB/RS), 29 voltas em 51:19.441 (média de 146,42 km/h)
2º) 9 – X.Negrão/X.Negrão (LA , SP/SP), a 1.692
3º) 5 – J.Moro/P.Bonifacio (FO , RS/SP), a 4.489
4º) 20 – Wagner Ebrahim (VI , PR), a 15.374
5º) 16 – M.Hahn/A.Khodair (LA , SP/SP), a 15.898
6º) 105 – V.Faria/R.Guerra (LA , SP/SP), a 21.737
7º) 3 – R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 33.489
8º) 30 – Cleber Faria (LA , SP), a 33.665
9º) 19 – C.Longo/D.Serra (FE , SP/SP), a 37.953
10º) 13 – Pedro Queirolo (CO , SP), a 57.206
11º) 61 – F.Croce/D.Croce (VI , SP/SP), a 1:39.867
12º) 75 – H.Assunção/R.Kastropil (VI , SP), a 1 volta
13º) 70 – W.Derani/J.Pimenta (FE , SP/SP), a 2 voltas

CLASSIFICAÇÃO EXTRA-OFICIAL DA ITAIPAVA GT3 (APÓS 11 DE 20 ETAPAS)

1º- Matheus Stumpf/Valdeno Brito – Ford GT – 132 pontos
2º- Cláudio Ricci/Rafael Derani – Ferrari F458 – 118
3º- Xandy Negrão/Xandinho Negrão – Lamborghini LP600 – 116
4º- Cleber Faria – Lamborghini LP560 – 108
5º- Allam Khodair/Marcelo Hahn – Lamborghini LP600 – 101
6º- Pedro Queirolo – Corvette Z06R – 96
7º- Paulo Bonifácio – Ford GT – 90
8º- Wagner Ebrahim – Dodge Viper Competition Coupé – 67
9º- Chico Longo/Daniel Serra – Ferrari F458 – 62
9º- Renan Guerra/Vanuê Faria – Lamborghini LP560 – 62
11º- Juliano Moro – Ford GT – 50
12º- Cláudio Dahruj/Rodrigo Sperafico – Corvette Z06R – 44
13º- Bruno Garfinkel – Lamborghini LP560 – 43
14º- Enrique Bernoldi – Ford GT – 35
15º- Ricardo Maurício – Lamborghini LP560 – 35
16º- Fernando Croce – Dodge Viper Competition Coupé – 28
17º- Daniel Croce – Dodge Viper Competition Coupé – 21
18º- Henrique Assunção – Dodge Viper Competition Coupé – 19
19º- Ronaldo Kastropil – Dodge Viper Competition Coupé – 14
20º- Walter Derani – Lamborghini Gallardo LP560 – 11
21º- Antonio Pizzonia – Ferrari F430 – 7
21º- Ricardo Ricca/Rafael Daniel – Lamborghini Gallardo LP500 – 7
23º- Fernando G. Croce – Dodge Viper Competition Coupé – 6
24º- Fernando Poeta – Lamborghini Gallardo LP560 – 4
25º- Sérgio Jimenez/João Adibe – 3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *