GT3 Brasil: “Ainda estamos aprendendo” diz Wilsinho

Equipe dos irmãos Fittipaldi ainda experimenta acertos,mas está otimista com o potencial do novo Porsche 997.

A primeira entrada oficial na pista de Emerson e Wilsinho Fittipaldi com o novo Porsche 997 GT3 Cup S, hoje, em Interlagos, serviu para a dupla que retorna ao automobilismo avaliar o potencial do supercarro. Os irmãos, que estrearão na rodada dupla do Telefônica Speedy GT3 Brasil neste sábado e domingo, ficaram bem impressionados com o bólido alemão, que enfrenta uma oposição de peso: Ferraris F430, Dodges Viper V10, Ford GT V8 e Lamborghinis Gallardo.


“Ainda estamos no começo do trabalho de acerto, esta é a primeira vez que entramos na pista para valer. E o treino é muito curto, com apenas 30 minutos”, disse Wilsinho Fittipaldi, logo após sair da pista. “Mas o carro se mostrou muito bom, bem equilibrado, e parece ter ótimo potencial. Então, acho que este ano vamos ter bons resultados”, comentou o irmão de Emerson Fittipaldi.


O clima no box da dupla era de extrema descontração, algo que certamente foi reforçado pelo bom desempenho do carro. O Porsche da dupla ficou em nono lugar, mas isso parece não ter afetado o entusiasmo dos dois irmãos, que se disseram muito emocionados em poder formar uma dupla e competir juntos. “Eu conheço bem este Porsche”, disse o piloto Antonio Hermann, que conduzirá outro modelo idêntico ao usado pelos Fittipaldi – os dois são preparados pela equipe WB Motorsport. “Minha referência é o Porsche de 2007, e o que estamos estreando em Interlagos é o 2008. O comportamento do carro novo é muito mais competitivo, um carro bem mais eficiente. Ainda é cedo para falar, mas acho que teremos boas surpresas este ano”, completou Hermann. O melhor tempo do dia foi registrado pela dupla Xandy Negrão e Andréas Mattheis, com um Viper V10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *