GT3 Brasil: Balanço do fim-de-semana foi positivo para a equipe Hot Car

Com uma largada fenomenal, Leonardo Burti deu show, mas foi traído pelo motor.

Foi realizada neste domingo, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, PR,  a segunda prova da primeira etapa do Brasil GT3 Championship, campeonato realizado com a chancela da FIA – Federação Internacional de Automobilismo, disputado por “carros de sonhos”. Na prova, vencida pela dupla formada pelo cineasta Walter Salles Jr. e o ex-piloto de Fórmula 1 Ricardo Rosset, a bordo do estreante Ford GT, o destaque da prova foi a largada do paulista Leonardo Burti, piloto que acelera o Dodge Viper Coupe nº 8 em parceria com o catarinense Elias Jr.


Burti partiu da 11ª posição, fez várias ultrapassagens na primeira volta e, no quarto giro da prova, já ocupava a 3ª colocação, bem atrás do Viper pilotado por Xandy Negrão, porém cravando um tempo que era, naquele momento, 1 décimo mais rápido que o bólido do time Medley/A.Mattheis (que terminou em 2º, ao final da corrida).


Infelizmente, logo ao chegar naquela posição Burti sentiu o motor de seu carro “amarrar” e optou por não forçá-lo mais. “Quando coloquei a 4ª marcha, a pressão de óleo veio quase a zero e o motor amarrou. Olhei para o relógio e ele estava marcando 1.6 bar – quando o normal é 5 bar – e, em seguida o alarme acendeu”, explicou o piloto.


Para Burti, este foi um fim de semana que começou mal (um problema crônico no freio ABS prejudicou os trabalhos em todos os treinos e na corrida de ontem) e acabou mal, mas as perspectivas são as melhores possíveis. “O Amadeu (Campos, chefe da equipe Hot Car Competições) preparou um carro muito equilibrado, que tem um motor muito forte, fora do normal, que anda muito rápido nas retas. Não foi por acaso que ficamos em 2º no warm-up, atrás apenas do Ford GT que venceu a corrida”, disse.


Com o problema nos freios já solucionados, Burti está bem confiante para a próxima etapa que será realizada no dia 11 de maio, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, SP. “Os freios estão perfeitos e motor não é problema, pois temos dois em estoque. Ou seja, em Interlagos, vamos pra cima”, prometeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *