IndyCar: Will Power vence prova histórica

O australiano Will Power, da KV Racing, venceu neste domingo (20/04), o GP de Long Beach, terceira etapa da IndyCar e última da história da ChampCar. O francês Frank Montagny, da Forsythe foi o 2º, seguido pelo mexicano Mario Dominguez, da Pacific Coast, fechando o pódio.

Na largada espanhol Oriol Servià, da KV Racing, na 12º posição, ficou parado provocando a primeira bandeira amarela da prova. Na segunda volta a prova começou com Power fazendo uma grande partida, pulando da quarta posição para a liderança, seguido pelo pole-position, o inglês Justin Wilson, da Newman-Haas-Lanigan e o canadense Alex Tagliani, da Walker.


O canadense Paul Tracy, da Fosythe, teve um pneu furado na 4º volta, tendo que ir aos boxes. Na volta seguinte o brasileiro Mario Moraes, da Dale-Coyne, bateu no muro, abandonando e trazendo o safety-car de volta a pista até a 9º volta. Com problemas mecânicos Wilson abandonou na 12º volta.


O francês Nelson Philippe, da HVM Racing, provocou a terceira amarela, ao ficar parado no grampo na 31º volta. Com nova parada nos boxes, Power mantinha a liderança seguido por Tagliani e Montagny.


Na 65º volta, o brasileiro Roberto Moreno, da Minardi HVM, rodou na curva 10, abandonando.


Power seguiu tranqüilo na ponta, vencendo com 5s094 de vantagem para Montagny.


O melhor brasileiro na prova foi Enrique Bernoldi, da Conquest, em 4º lugar. Bruno Junqueira, da Newman-Haas-Lanigan, foi o 12º e Antonio Pizzonia, da Rocketsports, o 16º.


O vencedor da etapa de São Petersburgo, o norte-americano Grahan Rahal, da Newman-Haas-Lanigan, terminou em 13º, depois de ter uma prova complicada. Na 48º volta ele rodou na curva 10, perdendo várias posições e caindo para o 12º lugar. E na última volta bateu na proteção de pneus da curva 9.


A prova marcou o fim da categoria, que teve início em 1979, depois de uma cisão com a USAC. Cresceu com o nome de CART, sofreu uma divisão em 1996, com a criação da IRL, passando por enormes dificuldades, tendo os direitos vendidos e mudando o nome para ChampCar nas quatro últimas temporadas. Com a falência, venceu os direitos para a IRL, surgindo a IndyCar.


Final:


1 – Will Power (AUS) KV Racing 83 voltas
2 – Franck Montagny (FRA) Forsythe a 5s094
3 – Mario Domínguez (MEX) Pacific Coast a 15s516
4 – Enrique Bernoldi (BRA) Conquest a 25s677
5 – Oriol Servia (ESP) KV Racing a 26s276
6 – Franck Perera (FRA) Conquest a 28s067
7 – Alex Tagliani (CAN) Walker a 36s518
8 – David Martínez (MEX) Forsythe a 37s127
9 – Ernesto Viso (VEN) HVM Racing a 44s944
10 – Jimmy Vasser (EUA) KV Racing a 48s635
11 – Paul Tracy (CAN) Forsythe a 55s956
12 – Bruno Junqueira (BRA) Dale Coyne a 1min07s553
13 – Graham Rahal (EUA) Newman Haas Lanigan a uma volta
14 – Alex Figge (EUA) Pacific Coast a uma volta
15 – Nelson Philippe (FRA) HVM Minardi a três voltas
16 – Antonio Pizzonia (BRA) Rocketsports a três voltas
17 – Roberto Moreno (BRA) Pacific Coast Motorsports a 20 voltas
18 – Juho Annala (FIN) Rocketsports a 41 voltas
19 – Justin Wilson (ING) Newman Haas Lanigan a 71 voltas
20 – Mário Moraes (BRA) Dale Coyne a 78 voltas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *