GT3 Brasil: Categoria anuncia equalização própria

Piloto de testes oficial, o francês Christophe Bouchout virá da Europa para treinos em Interlagos e Curitiba.

A GT3 brasileira anunciou nesta quinta-feira (5) que irá realizar no País um programa de equilíbrio de desempenho nos mesmos moldes do produzido anualmente na Europa. Até a temporada 2008, o Telefônica Speedy GT3 Brasil teve o fator de equiparação técnica dos supercarros determinado pelo programa europeu – que também estabelece as modificações para os campeonatos da França, Alemanha, Bélgica, Inglaterra e Itália. Para realizar os testes a categoria trará ao País o piloto francês Christophe Bouchout, que também é o responsável pelos testes de equilíbrio de desempenho realizados sob supervisão da FIA (Federação Internacional do Automóvel). Aqui, a coordenação técnica ficará a cargo da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), órgão nacional filiado à FIA.

“Em virtude das diferenças entre as pistas em que a GT3 compete na Europa e no Brasil, além do clima tropical que aqui faz os carros sofrerem muito mais do que na Europa, decidimos realizar o nosso próprio processo de equilíbrio de desempenho utilizando os mesmos parâmetros e metodologia que são adotados pela FIA na Europa”, explica Ivo Sznelwar, diretor-técnico da SRO Latin America, empresa que organiza o Telefônica Speedy GT3 Brasil. “Ou seja, vamos replicar aqui o processo realizado na Europa, só que colocando na equação as características que diferenciam as condições de corrida nas duas regiões”.

Os treinos de equilíbrio de desempenho brasileiros ocorrerão em Interlagos e no Autódromo de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, nos dias 21 e 22 de abril, e 26 e 27 de maio. Os dados coletados pelo piloto de testes oficial da FIA para a GT3 serão enviados para a Data Analysis Tools and Simulation (Datas Limited), na Alemanha, a mesma empresa que processa e analisa os dados coletados para a equalização européia. Sob coordenação do engenheiro Steffen Kosuch, a equipe da Datas Limited apresentará os resultados em dois dias. “Com base nessa análise é possível sugerir as alterações técnicas para equiparar o desempenho de todos os carros do grid”, disse Kosuch. “Aí elas podem ou não ser implementadas pelos técnicos da CBA”.

“Mas cabe à CBA, com base na análise fornecida pela empresa especializada, a decisão final sobre quais as alterações técnicas serão realizadas” explica Ivo Sznelwar. “Só então repassamos as determinações às equipes para que os ajustes sejam feitos nos carros”.

Credenciais – Christophe Bouchout é mais do que credenciado para a tarefa que vem realizando nos testes de equalização. O francês tem em seu currículo vitórias nos mais importantes eventos de Gran Turismo do mundo: venceu as 24 Horas de Le Mans, as 24 Horas de Spa-Francorshamps, 24 Horas de Daytona e, inclusive, as 1000 Milhas Brasileiras de 2006, ao lado de Nelson Piquet. E foi, ainda, tricampeão do FIA GT.

O piloto comemorou o fato de ajudar a categoria brasileira na melhora de seu equilíbrio de forças. “Tendo ampliado minha relação com a FIA e a SRO (empresa européia responsável pela organização da GT3 em todo o mundo). Estou encarregado de checar o desempenho dos carros inscritos tanto no FIA GT3 (o Campeonato Europeu) como no Telefônica Speedy GT3 Brasil”, afirmou.

“O trabalho no Brasil fará da minha temporada algo bem mais interessante”, adicionou Bouchout. “Pessoalmente, estou muito orgulhoso pela confiança em mim depositada”, disse o piloto, que marcou a pole position para as 500 Milhas de Daytona com a volta mais rápida da história do evento.

A temporada 2009 do Telefônica Speedy GT3 Brasil começa no dia 26 de abril, em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *