GT3 Brasil: Chuva atrapalha treino livre da GT3 em Curitiba

Mau tempo impediu o início dos trabalhos de acerto dos carros para a rodada dupla do fim de semana. Sessão foi aproveitada, no entanto, pelos times que precisavam, apenas, fazer um shakedown.

A chuva que caiu durante boa parte da manhã – e continuou na forma de garoa neste início de tarde na região do Autódromo Internacional de Pinhais –, estragou os planos das equipes que fariam nesta quinta-feira (28) treinos livres para a segunda rodada do Itaipava GT3 Brasil.

Em virtude da pista molhada, a maior parte dos inscritos para a segunda rodada dupla do campeonato permaneceu nos boxes nas duas horas em que o circuito Raul Boesel esteve liberado para treinos. Dessa maneira, o ensaio livre serviu para a realização de rápidas saídas para a checagem geral de equipamentos.

“Depois da etapa de São Paulo, nosso carro foi totalmente desmontado, e por isso era necessário fazer um shakedown. Com isso, poderemos focar a preparação real para as provas deste fim de semana desde a primeira sessão desta sexta-feira”, disse o gaúcho Cláudio Ricci, parceiro de Rafael Derani na Ferrari F430 #3 da equipe CRT Brasil.

Ricci e Derani foram os vencedores da segunda corrida do ano, e lideram o campeonato. Os dois, no entanto, mantém expectativas moderadas para a rodada do fim de semana. “Nosso carro está competitivo neste ano, mas não é bom esquecer que temos adversários muito fortes. Essa é uma pista que deve equilibrar ainda mais o desempenho dos quatro modelos que disputam a GT3, por isso podemos esperar que Viper, Porsche e Ford venham fortes”, acrescentou Rafael Derani.

Os treinos oficiais para a segunda rodada dupla do Itaipava GT3 Brasil começam às 10h50 desta sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *