GT3 Brasil: Evento anuncia o super grid do esporte a motor brasileiro em 2010

Carros dos sonhos agora têm a companhia das motos dos sonhos com a inclusão do campeonato SuperBike no Itaipava GT Brasil. Evento criará as categorias GT BR3 e GT BR4, trazendo novas marcas sofisticadas para o campeonato de supercarros.

É a receita ideal para os amantes da velocidade e da tecnologia. Primeiro, sobre quatro rodas: em um grid que já conta com supercarros como os Ferrari F430, Lamborghini Gallardo, Porsche 997 GT3 Cup, Dodge Viper Competition Coupé, Ferrari Scuderia e Ford GT, adicione ainda modelos como os Maserati Trofeo, Porsche 996, BMW Z4, Nissan 350Z, Ginetta G50, Aston Martin N24, Ford Mustang, entre outros. No mesmo dia, um espetáculo sobre duas rodas, com a disputa do campeonato SuperBike, reunindo a versão sobre duas rodas das máquinas dos sonhos. Está aí um evento de fazer inveja a qualquer competição do mundo.

“Serão finais de semana repletos de corridas de altíssimo nível”, afirmou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (7/10) Antonio Hermann, sócio da SRO Latin America, empresa que detém os direitos de organização e comercialização do Itaipava GT3 Brasil. “Para quem gosta de velocidade, vai ser um grande show, bem organizado, e com o objetivo de levar emoção ao público e para quem busca expor a sua marca dentro de um evento completo como é o Itaipava GT Brasil”, destacou Walter Derani, sócio de Hermann na SRO.

Essa é a proposta do novo formato da maior competição de carros de Gran Turismo do país, evento que reunirá em um mesmo grid o Itaipava GT BR3 e o Itaipava GT BR4, dois torneios disputados pelos carros mais cobiçados do mundo, e também as potentes motos da SuperBike. O GT BR3 é a nova versão do GT3 Brasil, torneio que surgiu em 2007 para introduzir no país o primeiro campeonato nacional de supercarros – modelos como Ferrari F430, Lamborghini Gallardo, Porsche 997 GT3 Cup, Dodge Viper Competition Coupé, Ferrari Scuderia e Ford GT. Já o GT BR4 é uma nova categoria, que será disputada inicialmente pelos modelos do Itaipava Trofeo Maserati e pelos Porsche 996 já presentes no Brasil, além de outros carros que poderão ser trazidos por competidores de todo o país.

“Todos os pilotos ficaram empolgadíssimos com as mudanças. Eles perceberam a evolução que tivemos neste ano dentro do evento e apostam conosco em uma temporada espetacular já em 2010”, afirmou Marcello Sant’Anna, diretor da Auto+ Entretenimento, empresa sócia da SRO Latin America no Itaipava GT Brasil. “Este novo formato vai possibilitar a chegada de novos pilotos e equipes para o evento. Teremos grids cheios com toda a certeza”, reforçou Sant’Anna.

Assim como o GT BR3, o GT BR4 foi inspirado no regulamento FIA utilizado no Campeonato Europeu. A partir de 2010, as duas categorias também permitirão que cada carro seja conduzido por um ou dois pilotos. “Estamos seguindo o modelo que é adotado nos campeonatos da Inglaterra, Bélgica, Espanha e Itália, e com resultados positivos. A opção em correr em dupla ou sozinho também existe nos campeonatos europeus”, destacou Walter Derani.

Mais novidades – Os finais de semana do Itaipava GT Brasil 2010 continuarão a contar com duas categorias de suporte. As organizadoras SRO Latin America e Auto+ Entretenimento ainda estudam as propostas de campeonatos de nível nacional, mas a SuperBike já está garantida e será certamente uma das estrelas do encontro. Suas motos de 1.000 cm³ superpreparadas são capazes de superar os 300 km/h. Principal categoria do motociclismo mundial, a versão brasileira da SuperBike tem um perfil de evento similar ao do Itaipava GT Brasil: também visa oferecer aos participantes e ao público finais de semana repletos de competição e entretenimento de alto nível.

“A SuperBike é uma categoria que corresponde às motos o que o Gran Turismo representa para os carros. São as motos mais nobres e os carros mais nobres competindo no mesmo dia”, comparou Bruno Corano, organizador da SuperBike. “É uma união de forças muito interessante de se cultivar. Globalmente, as competições do motociclismo levam um público muito grande aos autódromos e nossa idéia é proporcionar muito entretenimento. E para a nossa categoria esta associação também será uma nova etapa em termos de evolução. Já temos grids fortes e as corridas são fantásticas. Agora, com o Itaipava GT Brasil, formaremos um evento de primeiro nível, algo imperdível para qualquer fã de velocidade e tecnologia”, disse Corano.

Para encerrar a temporada do ano que vem, a SRO e a Auto+ prepararam outra grande novidade: a Itaipava Mil Milhas Brasil. A corrida, que será extracampeonato, contará com a presença de carros e pilotos internacionais convidados, que disputarão freadas com bólidos e pilotos participantes do Itaipava GT Brasil e do Campeonato Brasileiro de Endurance.

Calendário e regulamento 2010 – Antes da Itaipava Mil Milhas, porém, serão realizados oito eventos válidos pelo campeonato brasileiro no mesmo esquema que vem tendo sucesso nos últimos anos no Itaipava GT3 Brasil. As categorias GT BR3 e GT BR4 realizarão, assim, oito rodadas duplas, totalizando 16 provas válidas pelo torneio. Já a SuperBike fará uma corrida por evento.

“A temporada será aberta e encerrada em Interlagos, vai acontecer de março a novembro, com um intervalo em julho, por causa da Copa do Mundo de Futebol”, anunciou Hermann. “Vamos visitar outras praças, como Curitiba, Londrina – que nos recebeu muito bem neste ano -, o Velopark, na região de Porto Alegre, que é uma novidade, e vislumbramos também outras possibilidades, já que há muitas pistas boas no país, como Santa Cruz do Sul”, comentou, lamentando a impossibilidade de uso do autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, que dará lugar a uma arena multiuso para os Jogos Olímpicos de 2016. “Tivemos uma ótima corrida no Rio este ano, com um bom público, e é uma pena não podermos mais correr lá. Existem outras praças que precisam de melhorias, como os autódromos de Goiânia e de Brasília”, apontou.

Para fins de formação de duplas e de equilíbrio dos torneios, os pilotos das duas categorias de supercarros serão ranqueados pelo critério utilizado no campeonato 2009 do Itaipava GT3 Brasil: serão divididos nos grupos Platina, Ouro, Prata e Bronze, de acordo com critérios de avaliação definidos pela organização e pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). No sistema de pontuação, serão concedidos pontos por assiduidade, valorizando os competidores que disputarem a maior quantidade de corridas durante a temporada.

“Os critérios serão anunciados em breve, mas será um trabalho rigoroso e em conjunto entre a organização do evento e CBA”, disse Marcelo Sant’Anna.

Além das novidades dentro da pista, há também inovações para o bolso das equipes. A taxa de inscrição será reduzida a um terço do valor praticado atualmente e todo este montante será revertido para premiação dos pilotos que melhor terminarem a corrida, bem como para as equipes que prepararem os carros vencedores de cada prova.

“Os custos serão revertidos em prêmios aos cinco melhores pilotos e para as equipes vencedoras de cada corrida, tanto no GT BR3 como no GT BR4. Os objetivos são a redução dos custos para os competidores e também trazer novos pilotos e equipes para as categorias”, explicou Walter Derani.

O pacote de divulgação ficou ainda mais atraente. Com o tempo de prova da GT BR3 e GT BR4 reduzido para 50 minutos, já estão fechadas as transmissões ao vivo pela Record News e pelo site RaceTV.com.br, com inserções de pelo menos seis minutos no programa Esporte Fantástico (TV Record) e 20 minutos no programa especializado em veículos Auto+, da RedeTV!. Outros acordos devem ser anunciados em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *