GT3 Brasil: Ford GT V8 vence e devolve liderança isolada para Rosset/Salles

Dupla largou da pole e foi soberana durante toda a corrida deste domingo em Interlagos.

Modelo é o único com duas vitórias na temporada.


 


Finalmente foi quebrada a seqüência de vitórias do Dodge Viper V10 em Interlagos, no Telefônica Speedy GT3 Brasil. E o autor da façanha foi um conterrâneo, o também norte-americano Ford GT V8, que disputa a primeira temporada no Brasil. Depois de vencer as três corridas realizadas até ontem na pista paulistana (duas em 2007 e uma no sábado), neste domingo o Ford GT V8 da dupla Ricardo Rosset e Walter Salles quebrou a seqüência com uma atuação impecável da dupla que chegara a Interlagos na liderança. Na prova do sábado, o Viper V10 foi o vencedor e colocou os atuais campeões Xandy Negrão e Andréas Mattheis no primeiro lugar do torneio, ao lado de Salles e Rosset, e ainda da dupla Ingo Hoffmann/Paulo Bonifácio (Lamborghini Gallardo) – todos com 18 pontos. Mas a reação do Ford deu novamente a vantagem para seus pilotos, que agora somam 28 pontos, contra 26 de Negrão/Mattheis e 24 de Hoffmann/Bonifácio. O Ford é ainda o único modelo do grid com duas vitórias em 2008, contra uma do Lamborghini Gallardo e outra do Viper V10.


 


“Minha largada foi boa e assumi um ritmo muito forte desde o início”, disse o vencedor Ricardo Rosset. “Foi em ritmo de classificação nas primeiras voltas. ‘Puxei’ o máximo que podia para abrir uma vantagem confortável. Nas minhas voltas finais o carro ficou com problemas de frente e perdi um pouco (de ritmo)”, disse o ex-piloto de F-1. Walter Salles também sentiu a dificuldade diagnosticada por Rosset. “O carro ainda estava muito dianteiro, mesmo com a pressão dos pneus mais baixa”, disse ele. “Mas o Ricardo fez todo o trabalho hoje”, elogiou.


 


Na largada, o Lamborghini de Ingo Hoffmann tomou a segunda colocação do Viper V10 conduzido por Xandy Negrão. Já neste início de corrida, o Ford GT V8 mostrou estar muito bem acertado e que seria difícil tomar-lhe a dianteira. Com voltas muito rápidas, a vantagem imposta por Rosset só aumentava. Pressionado por Xandy, ainda na segunda volta Ingo rodou no “Bico de Pato” devido a uma mancha de óleo, em um incidente que o fez perder várias posições.


 


Com a vantagem confortável do Ford GT, as atenções se voltaram para a disputa pelo segundo e terceiro lugares. Na segunda posição, o Viper de Xandy começou a perder rendimento. Neste momento Leonardo Burti assumiu o segundo posto, com outro Viper V10. Ingo já realizava uma excelente prova de recuperação e aparecia em sexto.


 


Após as paradas de box para troca de pilotos, o Ford GT V8 manteve a ponta e o Viper de Xandy – agora com Andréas Mattheis ao volante – voltou à pista em segundo. Paulo Bonifácio substituiu Hoffmann e conseguiu assumir a terceira colocação, ultrapassando Elias Nascimento Júnior, parceiro de Leonardo Burti. Após 36 voltas, o Ford GT de Rosset/Salles venceu com diferença de 1s624 sobre o Viper V10 de Negrão/Mattheis. O pódio ainda contou com Ingo Hoffmann e Paulo Bonifácio, que chegaram em terceiro. A próxima etapa está agendada para 15 de junho, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. Na ocasião, está prevista a estréia do tricampeão mundial de F-1 Nelson Piquet, com um Ford GT V8.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *