GT3 Brasil: Matheus Stumpf aguarda chegada do novo Dodge Viper para a temporada 2010

Piloto gaúcho venceu uma prova no ano passado e começa o campeonato em alta com um chassi 0 km.

Matheus Stumpf tem motivos para falar com ansiedade sobre a próxima temporada do Itaipava GT Brasil. No ano passado, ele superou as dificuldades técnicas para alcançar uma vitória daquelas memoráveis na terceira etapa, em Curitiba. E só não pôde repetir o resultado porque teve seus planos atrapalhados por um acidente na rodada dupla seguinte, em São Paulo, que praticamente acabou com o Dodge Viper.
Problema resolvido: ele encomendou e está chegando ao Brasil de navio um novo chassi para a temporada 2010. “Mesmo com os problemas que enfrentamos, conseguimos ter um carro bastante competitivo em algumas pistas, fizemos bons resultados no ano passado. Com as dificuldades técnicas solucionadas e a chegada de um chassi zerado, a expectativa é muito grande”, comenta o piloto, que no ano passado fez dupla com Ramon Matias.
Para este ano, ele ainda não tem parceiro definido. “Ainda estou procurando. É claro que o Ramon (Matias) têm prioridade, se ele me falar que quer andar será ele o meu companheiro, mas não temos nada acertado”, acrescenta Matheus Stumpf, que não descarta a possibilidade de fazer pelos menos as primeiras etapas sozinho, uma das novidade do novo regulamento do Itaipava GT Brasil para 2010.
Será a terceira temporada de Matheus Stumpf na categoria, mas a quinta no automobilismo, onde estreou em 2006 pela Fórmula 1.6 (campeonato de monopostos do Rio Grande do Sul). Antes, andou de kart por bastante tempo, desde os seis anos de idade. “Mesmo depois da estreia no Itaipava GT Brasil, eu nunca deixei os carros de fórmula, que servem muito bem para treinar reflexos, já que é uma pilotagem mais arisca”, conta.
De acordo com a previsão do piloto, seu novo Dodge Viper deve chegar ao País nos dias que antecedem a abertura do campeonato do Itaipava GT Brasil, marcada para os dias 20 e 21 de março, no Autódromo de Interlagos – José Carlos Pace, em São Paulo (SP). No total, o campeonato terá 16 corridas, com oito rodadas duplas. A expectativa é de uma temporada ainda mais competitiva: em 2009, foram nove duplas diferentes vencendo corridas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *