GT3 Brasil: Negrão completa sábado perfeito em Curitiba

Depois da pole de seu companheiro Mattheis para a 5ª etapa, piloto paulista crava o melhor tempo para a corrida complementar do fim de semana.

O carioca Andréas Mattheis marcou a pole para a quinta etapa e, uma hora depois, seu parceiro Xandy Negrão ratificou o domínio da equipe fazendo um tempo praticamente um segundo mais baixo, que também coloca o paulista na posição de honra na largada da sexta etapa do Brasil GT3 Championship. As duas corridas estão agendadas para este domingo, com início às 10h30 e às 14h00, respectivamente. 


Com os pilotos de maior graduação na pista para a formação do grid da sexta etapa, a expectativa era de que os tempos fossem ainda mais baixos. Além disso, a temperatura mais amena garantiu maior aderência dos pneus e mais potência aos motores, favorecendo a queda das marcas registradas na rodada dupla anterior, também disputada em Curitiba, no início de setembro. 


O duelo que prendeu a atenção foi entre os dois Lamborghini Gallardo. Ao volante, o líder do campeonato, Alceu Feldmann, e Xandy Negrão, vice-lider da competição. Xandy surpreendeu, marcando 1min18s652, praticamente um segundo mais rápido que a pole assinalada havia poucos instantes por seu companheiro Andréas Mattheis na primeira classificação, com 1min19s647. 


No entanto, não houve tanta folga. Feldmann marcou 1min18s790, ficando a apenas 0s138 da pole position. “Eles (Xandy e Mattheis) fazem o segundo trecho da pista mais rápido que nós. Em todo o resto do traçado, nós somos mais velozes. Temos que achar o acerto para melhorar no segundo setor, já que hoje usamos todas as cartas que tínhamos na manga”, consolou-se o líder do campeonato. 


Xandy demonstrou otimismo com o Gallardo, substituto a partir desta rodada dupla do Dodge Viper Coupé, com o qual disputou quatro provas. “Não tem folga. Está bastante complicada essa briga entre os dois Lamborghini. Não dá para soltar foguete, já que eles (Boni/Feldmann) conhecem melhor o carro do que a gente e creio que as condições da pista foram bastante favoráveis para que todo mundo virasse tão baixo”, explicou. 


O terceiro lugar foi conquistado por Cláudio Ricci, parceiro de Walter Derani no Ferrari F430. Com um modelo similar, Luiz Otávio Paternostro garantiu o quarto lugar, confirmando a boa fase após o terceiro posto no grid marcado pelo parceiro Renato Cattalini para a quinta etapa. A dupla experimentou ficou feliz com o rendimento, e agradeceu ao novo chefe de equipe, Rosinei Campos, o Meinha, que também comanda a equipe Eurofarma-RC na Stock Car V8, campeã no ano passado. 


“Estamos mais concentrados e adaptados ao carro, e com isso conseguimos explorar melhor o seu potencial do F430”, disse Pater. “Mexemos em algumas coisas, mas ainda é pouco em virtude do conhecimento que estamos adquirindo do carro”, afirmou Meinha. “A experiência do Meinha está nos ajudando muito neste final de semana. Melhoramos muito em relação às duas últimas corridas, e não foi só no tempo de volta, é no ritmo em geral”, analisou Paternostro.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *