GT3 Brasil: Novos pneus devem melhorar desempenho de Porsche e Ferrari

Primeiros testes realizados pela Pirelli em Curitiba apontaram para um ganho de performance dos dois lendários modelos europeus. Alemães e italianos vinham sofrendo para acompanhar o ritmo dos norte-americanos Dodge Viper e Ford GT no ano passado

As equipes que utilizam as Ferrari F430 e os Porsche 911 no GT3 Brasil aguardam com ansiedade a chegada dos novos pneus que serão usados pela categoria em 2009. Isso porque os modelos italianos e alemães estão entre os que tiveram a mais significativa melhora de rendimento nos primeiros testes coletivos realizados com os compostos da Pirelli. Os novos pneus da categoria são os mesmos usados pela GT3 na França e na Itália.

 

Nos ensaios preliminares – feitos ainda no ano passado no Autódromo de Curitiba –, a Ferrari reduziu a diferença de desempenho em ralação ao Ford GT, e o Porsche melhorou em cerca de 0s3 sua melhor marca no circuito. Tudo isso apenas em um ensaio de reconhecimento, em que não foram realizadas significativas adaptações no acerto dos carros.

 

“Acredito que os novos pneus sejam o primeiro passo para o maior equilíbrio na categoria”, aponta Washington Bezerra, chefe da equipe que teve Valdeno Brito e Emerson Fittipaldi em 2008. “Com pneus 0km nosso carro foi 0s3 mais rápido, e por isso esperamos uma melhora no nosso desempenho tanto nos treinos de classificação, quanto no início das provas. No simulado de corrida, a perda de rendimento não passou de 0s8, e se manteve constante por praticamente todas as 40 voltas do teste”, avaliou Bezerra.

 

A Ferrari – que chegou a ganhar o título de melhor equipe com a CRT Brasil em 2007, mas vinha tendo dificuldade para acompanhar o ritmo dos modelos norte-americanos no ano passado – deve ser a maior beneficiada pela mudança. Nos ensaios realizados em Curitiba, a F430 do gaúcho Cláudio Ricci estabeleceu seu melhor tempo na casa de 1min18s7, ficando bem mais próxima do  desempenho do Ford GT.

 

“A Ferrari foi mais rápida no teste e por isso acredito que essa mudança nos pneus seja positiva para nossos carros”, declarou Ricci. “Fizemos um simulado de dez voltas de classificação e outras 25 de corrida, e na 34ª passagem o pneu ainda tinha um desempenho próximo ao da classificação. Além disso, por ser mais largo na traseira, o Pirelli melhorou uma tendência que a Ferrari tinha com o antigo pneu, que era a de escapar de traseira nas tomadas de curva”, apontou o gaúcho.

 

Os pneus Pirelli serão distribuídos com exclusividade para o GT Brasil pela Corsa Comercial Ltda, parceira da fabricante italiana na logística e armazenagem de pneus de competição desde 1996. A Corsa também será a responsável pela entrega dos pneus para o Trofeo Maserati e para a Copa Clio. Conheça a linha de pneus de competição Pirelli pode no site www.corsapneus .com.br, e a linha completa de produtos da Corsa Comercial Ltda. no endereço www.corsaracing.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *