GT3 Brasil: Santa Cruz do Sul é a última pista inédita do ano

Em temporada de ‘estréias’, categoria correu pela primeira em Brasília e no Rio de Janeiro em 2008. Neste fim de semana, chegou a vez dos gaúchos da região de Santa Cruz acompanharem os supercarros de perto pela primeira vez.

O Telefônica Speedy GT3 Brasil fará mais uma corrida de estréia na temporada de 2008. Depois de se apresentar pela primeira vez nas cidades de Brasília e Rio de Janeiro, a categoria irá à gaúcha Santa Cruz do Sul neste fim de semana para a sexta etapa da temporada. O autódromo localizado a 150 quilômetros de Porto Alegre foi inaugurado em 2005 com corridas da Copa Renault Clio e da Fórmula Renault, e apresentará no fim de semana um novo desafio aos supercarros da GT3. A boa qualidade do traçado vem gerando expectativas positivas nos pilotos e equipes.


Um dos destaques do fim de semana será justamente um gaúcho. Cláudio Ricci é um piloto da cidade de Passo Fundo bastante conhecido no estado do Rio Grande do Sul. Parceiro do jovem paulista Rafael Derani (uma das revelações da categoria) em um Ferrari F430 V8, o experiente gaúcho de 36 anos vive uma das melhores fases de sua carreira. Neste domingo, será a primeira vez que ele disputará uma prova em sua terra natal depois de iniciar uma bem sucedida incursão no Campeonato Europeu de GT3. Logo em sua primeira corrida, na pista checa de Brno, utilizando um Ferrari idêntico ao que pilota no Brasil, Ricci cravou a pole position. Os bons resultados que se seguiram já estão gerando novas oportunidades entre as equipes da Europa, inclusive com a possibilidade de disputar o título sob contrato para a temporada completa de 2009. “É muito bom competir e conseguir bons resultados no exterior, mas é melhor ainda voltar a correr no Rio Grande do Sul, na minha terra, onde comecei no kart e onde estão meus familiares, amigos e patrocinadores. Devo a eles tudo o que está acontecendo, e será fantástico poder apresentar a todos os supercarros da GT3 pela primeira vez”, diz Claudio Ricci.


A etapa gaúcha representa, também, uma fase importante na disputa pelo título de campeão da temporada, já que as duas duplas mais bem colocadas na tabela chegam à rodada deste domingo separadas por apenas um ponto. Walter Salles e Ricardo Rosset somam 62 pontos após as cinco primeiras provas, contra 61 de Xandy Negrão e Andreas Mattheis. Ambas as duplas utilizam o modelo norte-americano Ford GT V8, que venceu seis das dez corridas já realizadas neste ano.


E se a disputa pela primeira colocação no campeonato segue apertada, a briga pelo terceiro lugar pode ser considerada ainda mais intensa. Ainda com chances de chegar ao título, os cinco pilotos que dividem a terceira posição com 40 pontos parecem fazer uma disputa à parte no campeonato. E vêm representando mais um confronto direto das marcas que protagonizaram a disputa pelo título no ano passado: Dodge e Lamborghini.


O Dodge Viper Coupé V10 vem sendo usado desde o início do ano pelos irmãos Fabio e Wagner Ebrahim, e desde a etapa de São Paulo por Alceu Feldmann. Já o Lamborghini Gallardo é o modelo escolhido pela dupla Ingo Hoffmann e Paulo Bonifácio para todo o campeonato. Os cinco têm trajetórias diferentes na temporada, e Feldmann, com duas vitórias, é o único que trocou de parceiro ao longo do ano – e por isso aparece sozinho na tabela de classificação.


Depois de começar o campeonato correndo com Thiago Marques, Feldmann dividiu o carro com Lico Kaesemodel, e em Santa Cruz do Sul promoverá a estréia de Daniel Landi. Os treinos oficiais para a sexta etapa da temporada começam nesta sexta-feira em Santa Cruz do Sul – que receberá, também, a Copa Renault Clio e a Fórmula 3 Sul-Americana. Os ingressos já estão à venda (mais detalhes em www.gt3.com.br). No domingo, para comemorar o Dia das Crianças, menores até 12 anos de idade entrarão gratuitamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *