GT3 Brasil: Xandy e Mattheis dominam treinos em Interlagos

Dodge Viper Coupé supera Ford GT, irmãos Fittipaldi e vira candidato à pole.

O Dodge Viper Coupé de Xandy Negrão e Andreas Mattheis (Medley) dominou os treinos livres que abriram a segunda rodada – terceira e quarta etapas – da GT3 Brasil, categoria de turismo que conta com algumas das marcas mais cobiçadas em todo o mundo. Os atuais campeões lideraram os ensaios desta sexta-feira em Interlagos e roubaram do Ford GT do cineasta Walter Salles e do ex-piloto de Fórmula 1 Ricardo Rosset o favoritismo à pole nas tomadas classificatórias de amanhã. Ainda adaptando-se ao Porsche 997, o “estreante” Emerson Fittipaldi e seu irmão Wilsinho freqüentaram apenas as colocações intermediárias.


Depois da impressionante exibição de poderio do Ford GT em Curitiba, em seu batismo nas pistas brasileiras, esperava-se que o “foguete” norte-americano repetisse a dose num dia encoberto e típico de inverno na capital paulista. Mas, renovado pelas mudanças no regulamento técnico que visam ao restabelecimento do equilíbrio esportivo, o Dodge Viper Coupé ressurgiu com força. No Paraná, Salles e Rosset chegaram em segundo na primeira corrida, tumultuada pela chuva que beneficiou a estratégia dos vencedores Alceu Feldmann e Thiago Marques (Lamborghini Gallardo), e ganharam a outra com enorme autoridade, assumindo a ponta da tabela de pilotos.


“Foi uma surpresa até mesmo para nós. A posição dos organizadores era de não permitir alterações isoladas nos Viper, mas somente de todo o pacote de 2008. No entanto, a partir daqui, só não estamos contando com o câmbio seqüencial. A altura do carro baixou em 5 milímetros e não estamos usando o restritor de admissão. Com isso, houve um ganho considerável de potência e pela primeira vez estamos colocando a quinta marcha. No ano passado, quando ganhamos as duas provas finais aqui em Interlagos, espetávamos apenas a quarta e não chegávamos nem perto do limitador”, explicou Andreas Mattheis, que usou a terceira sessão – quando chegou a chover levemente nos 10 minutos finais – apenas para checar os freios.


Xandy Negrão estabeleceu a melhor volta do dia na segunda sessão. O tempo de 1min36s468 é cerca de quatro segundos mais veloz que a marca registrada por Ricardo Maurício na tomada classificatória da Stock Car no mês passado em Interlagos. Mesmo assim, Xandy disse que havia espaço para uma diferença maior. “Fizemos uma mudança radical no acerto após o primeiro treino e andamos para trás. Os pneus simplesmente não agarravam mais no chão. Com as regulagens certas, dá para baixar facilmente mais cinco décimos”, contabilizou. Astros da Stock Car, aliás, invadiram os boxes. Além de Guto Negrão, Valdeno Brito, Giuliano Losacco, Thiago Marques, Alceu Feldmann, Antonio Jorge Neto e Allam Khodair, que já aderiram à GT3 Brasil, marcaram presença no autódromo o líder Marcos Gomes e seu companheiro na Equipe Medley, Ricardo Maurício, vencedor da prova de domingo passado em Brasília, Thiago Camilo, Daniel Serra e Gustavo Sondermann, da Stock Car Light.


Por causa do ar gelado e da ameaça constante da garoa, o asfalto não passou de 25 graus ao longo do dia. “Em dezembro, o termômetro bateu nos 47”, lembrou Patrick Grandidier, chefe da Equipe Medley. No último treino, já no final da tarde, com temperaturas ambiente e do solo ainda mais baixas e sem pneus novos, os tempos subiram. Nos boxes da família Fittipaldi, o clima era de tranqüilidade. “Ainda estamos no começo do trabalho de acerto, esta é a primeira vez que entramos na pista para valer. Mas o carro se mostrou muito bom, bem equilibrado, e parece ter ótimo potencial. Então, acho que este ano vamos ter bons resultados”, avaliou Wilsinho.


O sábado será de atividades intensas em Interlagos. À 8h55h, os carros voltam para a pista para o quarto e último treino, com duração de 30 minutos. As sessões classificatórias, divididas em duas partes de 20 minutos, serão disputadas das 11h25 às 12h15. A largada para a terceira etapa será autorizada às 15h25. Serão 60 minutos de prova, com troca de pilotos entre o 24º e o 37º minuto.


Os melhores tempos da GT3 Brasil em Interlagos:


1º X.Negrão/A.Mattheis (VC), 1min36s468, média de 160.80 Km/h


2º W.Salles/R.Rosset (FG), 1min36s530
3º P.Bonifacio/I.Hoffmann( LG), 1min36s545
4º A.Hermann/V.Brito (P9), 1min36s845
5º G.Negrão/F.Casagrande (VC), 1min37s062
6º W.Derani/G.Losacco (F4), 1min37s082
7º W.Ebrahim/F.Ebrahim (VC), 1min37s164
8º M.Hahn/A.Khodair (F4), 1min37s409
9º L.Burti/E.Nascimento (VC), 1min38s308
10º R.Derani/C.Ricci (F4), 1min38s531
11º W.Fittipaldi/E.Fittipaldi (P9), 1min38s613
12º R.Matias/M.Stumpf (VC), 1min38s617
13º A.Feldmann/Marques (LG), 1min38s805
14º N.Gresse/O.Mesquita (P9), 1min39s543
15º R.Cattalini/Jorge Neto (F4), 1min40s892
16º C.Crespo/A.Collares (F4), 1min43s003

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *