GT3 Europeu: Ricci inicia pré-temporada na Europa

Gaúcho fará primeiro teste ao lado do novo parceiro de Ferrari, Fábio Casagrande.

Depois de um longo tempo de espera, Claudio Ricci dará início à pré-temporada da temporada 2009 em grande estilo. No começo deste mês de abril, o gaúcho de Passo Fundo (RS) participará de quatro dias de testes no GT3 Europeu.

A bordo da Ferrari F430 da equipe Kessel, Ricci fará os últimos testes de equalização da categoria na pista de Monte Blanco, na Espanha. Depois, realizará dois dias de treinos coletivos no tradicional circuito de Paul Ricard, na França, que já recebeu a Fórmula 1 nos anos 80.

O piloto de 37 anos cumprirá toda a agenda ao lado de seu novo companheiro na empreitada européia: Fábio Casagrande. “Esses quatro dias de testes vão servir para ‘tirar a ferrugem’ de todos esses meses parado. Mantive firme a preparação física e disputei algumas corridas, mas nada como voltar ao batente”, destacou.

“Vamos observar os pilotos oficiais da categoria (Christophe Bouchut e Jean-Marc Gounon) realizarem o teste no nosso carro e, enquanto eles avaliam outros, vamos poder acelerar bastante. Já em Paul Ricard serão dois dias bastante intensos, que servirão bastante para testar nosso entrosamento em relação ao carro e à dupla”, afirmou.

Ricci também destaca o fato de poder participar de uma categoria com mais de 40 carros inscritos. “É bem diferente do campeonato brasileiro, que ainda está engatinhando e possui cinco marcas. Aqui existem doze modelos diferentes, um mais fantástico que o outro. E é muito interessante correr contra eles”.

E o gaúcho monta a lista: “São dois Ascari KZ1R, quatro Aston Martin DBRS9, quatro Audi R8, quatro BMW Alpina, quatro Corvette Z06R, dois Dodge Viper Coupé, seis Ferrari 430 Scuderia, seis Ford GT, dois Jaguar XKR-S, dois Lamborghini Gallardo, dois Morgan Aero Super Sport e seis Porsche 997. Quer mais?”.

A temporada 2009 do GT3 Europeu terá início no dia 3 de maio, em Silverstone, uma semana depois da etapa de abertura do GT3 Brasil, em Interlagos, onde Ricci retomará a parceria com Walter Derani em outra Ferrari F430. Mas, apesar de ser um cronograma apertado, o piloto não se diz incomodado.

“Vou fazer mais quilometragem no ar do que na terra, pois de São Paulo para o aeroporto de Heathrow, na Inglaterra, dá mais de 9.200 km de distância. A viagem toda dará mais de 18 mil quilômetros! Mas isso não importa: o que vale é estar de volta na pista, competindo. E este ano promete muitos pontos e vitórias”, encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *