GT3: No primeiro teste coletivo, novíssimo Porsche 997 GT3 Cup S surpreende a concorrência

O desempenho não muito convincente da temporada passada levou a Porsche a repensar vários itens do modelo 997 GT3 Cup para este ano, tanto que anunciou um carro remodelado e com alterações mecânicas para 2008. Visualmente, o que mais chama a atenção são as rodas e pneus bem mais largos. Espera-se que os pára-lamas sejam redesenhados para comportar melhor este novo conjunto.

Os tempos obtidos pelo carro mostraram que ele melhorou, e muito. Durante os dois dias de testes para a equalização dos modelos visando a temporada de 2008, o 997 GT3 Cup S manteve-se entre os primeiros continuamente. Essa consistência foi coroada com o melhor tempo dessa primeira série de avaliações dos carros – haverá uma sessão final, dia 31 de março, em Nogaro (França).

Segredos sob o capô – Segundo Ivo Sznelwar, diretor-técnico do Brasil GT3 Championship, “exteriormente pouca coisa indica grandes modificações do carro, mas os resultados mostram muitos segredos escondidos sob a carroceria”. Para o engenheiro, que se especializou em carros do tipo Turismo há vários anos, os detalhes ainda não revelados pela Porsche só serão conhecidos em Nogaro. “É quando os carros passarão pela homologação definitiva e a FIA publicará o regulamento técnico. Pelo menos no que foi mostrado em Monza, a Porsche fez um excelente trabalho”, explica Sznelwar.

O bom desempenho do Porsche não significa que o supercarro alemão não terá concorrentes. Durante todo o período de duração dos primeiros treinos de equalização, a maioria das marcas teve performance bem parecida, o que indica que a filosofia do GT3 está se mantendo. “Carros de marcas, tamanho, potência e construção totalmente diferentes tiveram o mesmo desempenho. É um atestado do sucesso do regulamento técnico”, elogia Sznelwar.

Onze modelos, dez marcas – Em Monza o Porsche 997 GT3 Cup S virou seu melhor tempo em 1min53s006, mas os dez melhores colocados também andaram na casa de 1min53s. O último carro a andar nesse segundo foi um Ferrari F430 GT3, que fez o tempo de 1min53s972. Entre os dez melhores tempos, oito modelos dos onze que estavam representados na pista conseguiram andar no mesmo segundo – no total há dez marcas, pois a Ford conta com dois carros, o GT e o Mustang.

“Também é preciso levar em consideração o nível de habilidade dos pilotos”, continua Sznelwar. “Teve Aston Martin DBRS9 que fez o quarto tempo e outro, idêntico, que fez o vigésimo terceiro. Quem está atrás do volante também é fator preponderante do desempenho do carro. Mas vamos esperar por Nogaro, no final do mês, lá o Christophe Bouchut é que vai pilotar todos os modelos e determinar a sua homologação”, completa o diretor-técnico da GT3 brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *