GT3: Organizadores agendam dois grandes testes de equalização

Realizados na Itália e na Espanha, ensaios vão determinar modificações técnicas que também serão obrigatórias nos supercarros usados no Brasil. A categoria conta com 12 modelos diferentes.

Neste início de ano a GT3 dará prosseguimento ao processo de aprimoramento contínuo das condições de competitividade dos supercarros que disputam a categoria em diversas partes do mundo. Partilhando um único regulamento, todos os bólidos que disputarão a temporada 2008 deverão ser atualizados de acordo com os testes de equalização. “A meta é tornar o desempenho dos carros ainda mais parelho, em qualquer pista e qualquer condição de piso”, explica Antonio Hermann, da SRO Latin America, empresa responsável pela implantação do Brasil GT3 Championship, um torneio que em apenas seis meses já desponta grande evento do automobilismo nacional justamente por utilizar os chamados “carros dos sonhos” em corridas bastante equilibradas – a ponto de atrair a atenção de ninguém menos que o tricampeão Nelson Piquet, que deverá estrear na categoria em 2008 a bordo de um Ford GT. Hermann tem como sócios na SRO o empresário brasileiro Walter Derani e o francês Stephane Ratel.

O primeiro teste será conduzido nos dias 13 e 14 de março, em Monza (Itália). As avaliações finais acontecerão na primeira semana de abril, na Espanha, em pista a ser definida. “Estes testes serão ainda mais importantes em 2008, pois muitos carros estão recebendo várias modificações por parte das fábricas”, explica Derani. “Praticamente todos os carros que irão competir no Brasil este ano tiveram mudanças importantes. Vamos acompanhar tudo atentamente”, continua o empresário.

Ao todo, a GT3 possui 12 modelos homologados que são submetidos aos testes de avaliação para equiparação de desempenho. “Este é o segredo do sucesso da categoria”, acredita Antonio Hermann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *