IMSA WeatherTech SportsCar Championship: Christian Fittipaldi anuncia despedida das pistas após 24 Horas de Daytona de 2019

Único brasileiro a ter corrido em três das principais categorias do automobilismo mundial (F-1, Indy e NASCAR), piloto vai em busca de seu quarto título em Daytona para fechar com chave de ouro uma carreira de muitas vitórias

Trinta e sete anos de carreira nas pistas, vitórias, conquistas e passagens pelas principais categorias do automobilismo mundial. O brasileiro Christian Fittipaldi, atualmente piloto da equipe Action Express Racing no IMSA WeatherTech SportsCar Championship, anunciou neste sábado (dia 4) que a disputa das 24 Horas de Daytona de 2019, em janeiro, marcará sua despedida das pistas. Tricampeão da lendária corrida de endurance, ele espera lutar por sua quarta vitória no geral na sua última disputa no automobilismo de alta competição.

“Tudo na vida tem um começo, um meio e um fim. E eu ainda estou no começo deste estágio final da minha carreira e competindo neste nível”, declarou Fittipaldi. “Tudo o que posso dizer é que tem sido uma jornada maravilhosa. Obrigado mãe (Susy) e pai (Wilson Fittipaldi) e toda a minha família. Sem eles, eu não teria as oportunidades que consegui em toda a minha carreira. Minha esposa e minha filha que sempre me deram muita motivação, especialmente nos últimos estágios da minha carreira”, continuou.

Nestes anos, Christian acelerou nas pistas do mundo todo e até hoje é o único brasileiro a ter corrido em três das principais categorias do automobilismo mundial: F-1, F-Indy e NASCAR.

Nascido em São Paulo, em 18 de janeiro de 1971, Christian é membro de uma das famílias mais importantes do automobilismo nacional. Estreou no kart aos 10 anos e foram seis temporadas na modalidade, onde disputou provas no Brasil e na Europa, com muitas vitórias.

Aos 17 anos, iniciou a carreira no automobilismo e, em 1988, foi vice-campeão da Fórmula Ford. No ano seguinte, foi campeão da Fórmula 3 Brasileira e, em 1990, conquistou o título Sul-americano. O piloto também correu na Fórmula 3 Inglesa, na mesma temporada, quando terminou em quarto lugar. Com o resultado, Christian tornou-se na época o piloto mais jovem a conseguir a Superlicença para correr de Fórmula 1.

Em 1991, estreou na Fórmula 3000 Internacional e conquistou o título, que lhe abriu as portas para a principal categoria do automobilismo mundial. Entre 1992 e 94, foram 40 GPs na Fórmula 1 pelas equipes Minardi e Arrows, com 12 pontos no Mundial de Pilotos. Neste período, outra conquista marcante para o piloto foi a vitória nas 24 Horas de Spa, em 1993, a bordo de um Porsche de fábrica.

Em 1995, com apenas 24 anos, Christian voltou a surpreender e transferiu-se para a Fórmula Indy nos Estados Unidos. Correndo pela Walker, foi vice-campeão da tradicional 500 Milhas de Indianápolis em sua primeira participação. De 1996 a 2002, o piloto defendeu a equipe Newman-Haas, em uma parceria de sucesso, que lhe trouxe vitórias e pódios. Venceu Road America em 1999 e ainda faturou o prêmio de 1 milhão de dólares ao conquistar em 2000 a Fontana 500.

Em 2002, o piloto disputou sua primeira corrida na principal divisão da NASCAR, depois de correr na Busch Series. Na sequência, ainda correu na A1 GP, American Le Mans e na Stock Car no Brasil. Até chegar em definitivo ao IMSA.

Apesar da experiência e conquistas em grandes categorias, um elemento manteve-se constante ao longo dos anos: sua participação nas 24 Horas de Daytona.

Com 13 largadas na corrida, sendo oito com a Action Express Racing, Fittipaldi foi um regular frequentador do pódio no evento, vencendo em 2004, 2014 e novamente em 2018 ao lado de João Barbosa e Filipe Albuquerque.

Sua campanha na equipe Action Express Racing também gerou várias conquistas, incluindo os campeonatos de 2014 e 2015 do IMSA WeatherTech SportsCar Championship, bem como a Copa Norte-americana de Endurance em 2014, 2015, 2016 e 2017.

“Não tenho como expressar toda a minha gratidão a todos os patrocinadores que se associaram a mim ao longo da minha carreira, a todas as equipes que corri, especialmente à Action Express Racing”, destacou Fittipaldi.

“Não tenho palavras para descrever esta equipe. É um time excelente e acredito que capitalizamos em todas as oportunidades que tivemos, ao máximo. E também os meus companheiros João (Barbosa) e Filipe (Albuquerque), que são mais do que companheiros de equipe pra mim. Vocês fizeram minha vida ser menos difícil. Vocês mandam muito bem e eu espero que continuem vencendo!”.

Presente na equipe desde 2011, Fittipaldi tem sido parte do crescimento e performance da Action Express Racing.

“Brenda e Ken (Thompson, Mustang Sampling), muito obrigado pelo apoio. Tem sido muito bom dividir esse sucesso com vocês. Obrigado por tudo o que fazem pela equipe. Também gostaria de agradecer ao J.C. (France) por tudo o que fez por mim e esta equipe. Ele tem sido a chave de toda essa organização e não tenho palavras para agradecer”.

Fittipaldi iniciou sua transição para o cargo de Diretor Esportivo da Action Express Racing nesta temporada, disputando as provas de endurance e acompanhando as demais corridas como parte do time de engenharia e performance, além de seu contato com os patrocinadores. O brasileiro também ajudou o IMSA a continuar crescendo internacionalmente, despertando maior interesse de pilotos, equipes, patrocinadores e público.

“Ao IMSA, obrigado por todas as grandes oportunidades. Jim France novamente construiu algo realmente incrível e tem sido a chave para fazer isso tudo acontecer, desde sua versão original até a fase de crescimento atual. Temos uma categoria com equipes fortes, montadoras e ótimas pistas no calendário. Obrigado à Cadillac e a ECR, por todos os cavalos de potência e força”, completou.

Ainda nesta temporada, Fittipaldi voltará às pistas para a disputa em Petit Le Mans, onde busca com os companheiros mais um título do Campeonato Norte-americano de Endurance.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *