Indy: Bruno Junqueira começa bem fim de semana em Sonoma e busca, pela primeira vez, vaga no Top 6 da qualificação

Superar a diferença técnica com experiência e inteligência e garantir, pela primeira vez no ano, lugar entre os seis pilotos que chegam à terceira fase do treino oficial e disputam a pole position. Se o objetivo pode parecer ambicioso para o mineiro Bruno Junqueira (Alcompac/Telemont) no GP de Sonoma, 15ª etapa da Indy Racing League (IRL), ele já deu mostras de que pode chegar lá. Em Edmonton, ficou fora por décimos de segundo. Em Watkins Glen, pista que não conhecia, fez uma bela corrida de recuperação para receber a bandeirada em sexto. Agora, na pista da região dos vinhedos californianos, espera incomodar os favoritos e levar o Dallara Honda de número 18 às primeiras filas. A qualificação está prevista para as 17h45 (de Brasília).

Ao contrário do que ocorreu em boa parte dos circuitos que compõem o calendário da categoria (especialmente os ovais), Bruno chegou ao Infineon Raceway levando na bagagem o bom trabalho dos testes extra-oficiais da semana passada, quando foi terceiro entre os 17 pilotos participantes. Justamente por isso, nos treinos livres de ontem não completou um grande número de voltas, limitando-se a fazer pequenos ajustes no acerto do carro. Ainda assim, terminou o dia em 12º, com 1min18s1788, a um segundo de Hélio Castroneves, dono da melhor marca. O paulista e a Penske, aliás, mostraram uma impressionante capacidade de recuperação. Os carros de Helinho e do australiano Ryan Briscoe foram destruídos em um incêndio numa das carretas do time, a caminho da pista. Com isso, houve uma intensa correria para preparar os chassis reservas.


“É bom saber, antes mesmo de entrar na pista, que temos um carro competitivo para o fim de semana. Fui rápido e consegui boas voltas mesmo sem exigir tudo do carro ou andar tanto quanto boa parte dos demais pilotos. Sei que temos todas as condições de andar bem tanto na qualificação quanto na corrida e, quem sabe, ficar entre os seis melhores, que brigarão pela pole. Seria uma recompensa interessante para o trabalho dos últimos dias”, afirma Bruno. A exemplo do que ocorre na F-1, a qualificação nos circuitos mistos da IRL é dividida em três fases. Na primeira, todos vão à pista. Os 12 mais rápidos avançam ao chamado Q2, e apenas os seis melhores ganham 10 minutos para lutar pela primeira posição no grid.


GP de Sonoma
Indy Racing League – 15ª etapa


Treinos livres


Piloto País Equipe Tempo


1 – Hélio Castroneves (BRA) Penske 1min17s1703
2 – Tony Kanaan (BRA) Andretti Green 1min17s3950
3 – Oriol Servia (ESP) KV Racing 1min17s4712
4 – Will Power (AUS) KV Racing 1min17s5851
5 – Vítor Meira (BRA) Panther 1min17s7236
6- Ryan Briscoe (AUS) Penske 1min17s7333
7 – Scott Dixon (NZL) Ganassi 1min17s8827
8- Marco Andretti (EUA) Andretti Green 1min17s9017
9 – Danica Patrick (EUA) Andretti Green 1min17s9345
10 – Hideki Mutoh (JAP) Andretti Green 1min17s9811
11 – Justin Wilson (ING) Newman/Haas/Lanigan 1min18s0448
12 – Bruno Junqueira (BRA) Dale Coyne Racing 1min18s1788
13 – Ryan Hunter-Reay (EUA) Rahal Letterman 1min18s1792
14 – Mario Domínguez (MEX) Pacific Coast 1min18s3171
15 – Enrique Bernoldi (BRA) Conquest 1min18s3640
16 – E.J. Viso (VEN) HVM 1min18s3650
17 – Mário Moraes (BRA) Dale Coyne Racing 1min18s4305
18 – Buddy Rice (EUA) Dreyer & Reinbold 1min18s4943
19 – Dan Wheldon (ING) Ganassi 1min18s6572
20 – Tomas Scheckter (AFS) Luczo Dragon 1min18s6907
21 – Graham Rahal (EUA) Newman/Haas/Lanigan 1min18s7011
22 – Ed Carpenter (EUA) Vision 1min18s9806
23 – Townsend Bell (EUA) Dreyer & Reinbold 1min19s0825
24 – A.J.Foyt IV (EUA) Vision 1min19s4277
25 – Jaime Câmara (BRA) Conquest 1min19s8359
26 – Darren Manning (ING) Foyt Racing 1min20s0929
27 – Marty Roth (CAN) Roth Racing 1min20s2460


* Todos os pilotos com chassis Dallara e motores Honda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *