Indy: Classificados, os pilotos brasileiros retomam os treinos em Indy

Mario Moraes faz a volta mais rápida nos treinos de hoje com a velocidade média de 358,4538 km/h.

O dia começou nublado e com chuva fina, mas deu uma trégua nesta tarde de quinta-feira (14). Depois de três dias longe da pista, os pilotos puderam recomeçar os treinos livres com uma tarde ensolarada na cidade de Indianápolis.

O paulista Mario Moraes, da equipe KV, teve um ótimo dia. Mario ficou com a primeira posição nos treinos de hoje, com a volta mais rápida da pista e uma velocidade média de 358,4538 km/h, conseguindo o tempo de 40s4061 no famoso oval de 4 Km. Completando um total de 103 voltas, Moraes teve a primeira chance de checar o seu carro com o acerto de corrida, após ter classificado seu carro no último sábado. A equipe trabalhou com mais “downforce” (pressão aerodinâmica) para tentar achar um acerto ideal para a corrida.

O paulista, Helio Castroneves (Penske) foi o terceiro melhor no circuito oval de Indianápolis. O piloto que não treinou no último domingo devido a problemas com o seu carro, teve a sua primeira oportunidade de testar o carro com acerto de corrida, após a conquista da pole. Ele deu 93 voltas, conseguido atingir a velocidade de 357,9002 km/h e o tempo de 40s4685.

O piloto baiano Tony Kannan (Andretti-Green), que foi um dos primeiros a entrar na pista hoje. Sua equipe já vem trabalhando desde domingo com acerto para corrida e o piloto ficou bem satisfeito com o treino de hoje, pois eles puderam testar várias coisas. Kanaan deu 63 voltas com o seu carro e mais sete voltas no carro da companheira de equipe Danica Patrick. A sua velocidade ficou em 357,0875 km/h , com o tempo de 40s5607.

O brasiliense, Vitor Meira (A.J. Foyt), 11º na tabela dos tempos, conseguiu a velocidade de 354.7701 km/h e o tempo de 40s8256. Vitor completou um total de 66 voltas. Eles fizeram várias mudanças durante toda a tarde e no fim do dia eles conseguiram encontrar um acerto melhor no carro.

O mineiro, Raphael Matos (Luczo Dragon) ficou com a 13ª posição do dia, percorrendo 85 voltas no circuito. A equipe Luczo Dragon focou o dia no acerto de corrida e, como os outros pilotos já classificados, treinou com bastante pressão aerodinâmica. Com isso o carro perde velocidade, mas o objetivo da equipe é fazer as mudanças aos poucos para encontrar o acerto ideal para a corrida. O piloto conseguiu atingir a velocidade de 354.6720 km/h e o tempo de 40s8369.

Amanhã os treinos livres começam ao meio dia (13h, horário de Brasília). No mesmo horário, Sábado (16), acontecem os testes classificatórios para preencher do 23º ao 33º lugares do gride de largada. No domingo, “Bump Day”, os pilotos ainda sem classificar têm a chance de tentar bater o tempo do último colocado e tomar a vaga. A 93ª prova das 500 Milhas de Indianápolis será no dia 24 de maio, no Autódromo de Indianápolis.

 Mario Moraes – “O dia hoje foi muito bom, a equipe está muito feliz, eles fizeram um ótimo trabalho. Esta semana, a gente espera que não chova e que tenhamos lindos dias que nem hoje. Vamos trabalhar focando no acerto para corrida, estamos andando com mais “downforce” (pressão aerodinâmica) e isso faz com que o carro ande mais devagar e está todo mundo procurando andar em tráfego para acertar o carro para a corrida.”

Helio Castroneves – “Hoje demos 93 voltas, pois é, tentamos recuperar o que nós não andamos no domingo, infelizmente. Como o dia hoje está muito bom com sol e está até meio quente, a gente quer aproveitar estes dias de tempo bom, caso tenha algum dia ruim, e aproveitar e tentar várias coisas no carro, mas foi muito bom. Eu conheci bastante o carro novamente, nós não estamos procurando ser os mais rápidos, nós estamos procurando ser o constante e eu estou muito contente com o carro. Estamos testando umas coisinhas. É que nem uma salada, estamos misturando tudo, para quando acabar esperamos que esteja muito boa.”

 Tony Kanaan –“Na verdade a gente está tentando acertar o carro para corrida, foi um dia bom, a gente andou bastante. Realmente foi um dia produtivo, temos que continuar trabalhando para tentar achar um acerto para a corrida. Já estou contente com o que a gente tem. Agora realmente é só tentar melhorar. Eu andei no carro da Danica, precisávamos comparar algumas coisas e eu acabei andando no carro dela. Já virou um hábito isso acontecer. Acho que foi bom para todo mundo e conseguimos saber a diferença que existe entre os dois carros e não era de velocidade era só um acerto que a gente precisava saber, foi bem produtivo, vamos mexer no carro até domingo e testar tudo o que pudermos testar.”

 Vitor Meira – “Hoje foi o primeiro dia que saímos para fazer o acerto de corrida. Primeiro colocamos pneu velho e não foi tão bom. Depois fizemos algumas mudanças e colocamos pneus novos e começamos a fazer simulação, da forma que era para fazer e a partir deste momento as coisas melhoraram bastante. Na última saída fizemos com pneus novos e realizamos 18 voltas, muito consistentes e muito boas. Foi muito bom o dia, mas vamos continuar mexendo no carro e trocar muitas coisas, temos que melhorar, mas eu acho que estamos próximos.”

 Raphael Matos “Estamos trabalhando o carro, aos poucos melhorando, o dia está bom para treinar. Estamos trabalhando com acerto de corrida e com bastante “downforce” (pressão aerodinâmica) no carro, estamos trabalhando no tráfego e amanhã o trabalho continua. Estamos mexendo aos poucos no carro, tivemos alguns problemas durante o dia, mas estamos solucionando tudo aos poucos. Acho que o trabalho continua durante esta semana toda, muita concentração para o carro de corrida, agora é outro tipo de trabalho que a gente faz.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *