Indy: Helio Castroneves se apresenta à justiça dos EUA

O piloto brasileiro Hélio Castroneves, duas vezes vencedor das 500 Milhas de Indianápolis, se apresentou espontaneamente nesta manhã às autoridades americanas. Ontem, o Ministério Público Federal (MPF) divulgou que Castroneves se tornou réu na Justiça Federal daquele país pelos crimes de conspiração para fraudar impostos federais e sonegação de impostos nos anos fiscais de 1999 a 2004.


Também responderão ao processo a irmã do piloto e sua empresária, Katiucia Castroneves, e seu advogado, Alan Miller. De acordo com o MPF, Castroneves ouvirá a decisão judicial e informará à Justiça se aceita a culpa ou não. A audiência acontecerá nesta tarde no Tribunal Federal de Miami.


Segundo as acusações da procuradoria e da Receita americanas, o piloto e os demais réus se juntaram para fraudar o imposto de renda daquele país usando uma conta offshore no Panamá para fraudulentamente ocultar renda e sonegar impostos de duas fontes diferentes: patrocínio da empresa brasileira Coimex Internacional, localizada no Espírito Santo, e dos salários do piloto na equipe Penske.


De acordo com o MPF, Castroneves assinou contrato de patrocínio com a Coimex, uma empresa brasileira de importação e exportação, entre os anos de 1999 e 2001, no valor de US$ 2 milhões anuais. Entretanto, por meio de um acordo, Castroneves devolveu à Coimex US$ 1,8 milhões por ano, ficando com cerca de US$ 200 mil por ano, segundo a denúncia. Dos US$ 600 mil que recebeu, o piloto teria declarado apenas US$ 50 mil ao imposto de renda.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *