Indy500: Brasil busca neste sábado sétima pole nas 500 Milhas

94ª edição da prova terá as 24 primeiras posições definidas no ‘Pole
Day Qualifying’. Corrida do dia 30 tem 37 pilotos disputando 33 vagas.

Caso não haja imprevistos decorrentes de uma improvável chuva, as 500 Milhas de Indianápolis de 2010 terão neste sábado (22) a definição dos pilotos que vão ocupar as 24 primeiras posições no grid. O “Pole Day” no Indianapolis Motor Speedway dará início ao novo formato de treinos classificatórios definido para esta 94ª edição do evento mais tradicional do automobilismo mundial. A corrida terá os 33 pilotos classificados na pista pra 200 voltas no dia 30.
Com oito pilotos na pista, o Brasil poderá assegurar a sétima pole-position de sua história na corrida. A primeira foi de Emerson Fittipaldi, em 1990, primeiro ano do então campeão da Indy defendendo a Penske. Helio Castroneves, também pelo time de Roger Penske, comandou o grid três vezes, em 2003, 2007 e 2009. A pole de 2002 foi de Bruno Junqueira, pela Newman-Haas. Em 2005, Tony Kanaan ocupou primeira posição com o carro da Andretti Green.
Vitor Meira, que terminou as 500 Milhas de Indianápolis em segundo lugar nas corridas de 2005 e 2008, vê-se fora da disputa pela pole. “A nossa realidade é outra”, admite o brasileiro da A.J. Foyt Racing. “Nos treinos livres da semana, nós temos ficado entre oitavo, nono, até 13º, ou 15º. Eu não saberia especificar qual é a posição de largada que podemos esperar, mas trabalhamos para estar sempre entre os 10 primeiros, no grid e na corrida”, afirma o brasiliense.
Além de Castroneves, Kanaan e Meira, as 500 Milhas de Indianápolis têm inscritos os brasileiros Raphael Matos, pela De Ferran Motorsports-Luczo Dragon Racing, Mário Romancini, da Conquest Racing, Ana Beatriz, da Dreyer & Reinbold Racing, Mário Moraes, da KV Racing Technology, e Bruno Junqueira, da FAZZT Race Team. “Não há como negar que, de nós todos, Tony e Helinho é que têm as melhores chances de largar na frente. Torço por eles”, diz Meira.
Depois de uma semana de testes livres preparatórios, todos os 37 pilotos inscritos irão à pista neste sábado a partir do meio-dia, horário de Brasília. Serão sete horas de pista liberada para tentativas de classificação, mantidas no formato de quatro voltas consecutivas. Os 24 mais rápidos do dia terão posição garantida no grid. Os 13 não classificados voltarão à pista no domingo (23), na programação do “Bump Day”, para disputarem as nove vagas restantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *