IndyCar: Andretti e Penske tentam barrar sequencia de títulos da Ganassi

Mid-Ohio é a primeira da trinca de mistos finais da Fórmula Indy com Castroneves na vice-liderança

A prova deste domingo (5) em Mid-Ohio inicia a seqüência de três circuitos mistos finais da temporada 2012 de Fórmula Indy. Além da disputa em Ohio, segue a trinca com Sonoma (26 de Agosto) e Baltimore (2 de Setembro). A prova final será no dia 15 de Setembro no oval de Fontana, na Califórnia.

Neste domingo, a Vila de Lexington recebe os carros da categoria com a pergunta: A Andretti Autosport conseguirá impedir o quarto título da Ganassi, e ainda assim, bater Castroneves e Power, da Penske? O ultimo título conquistado pela Andretti – que na época se chamava Andretti Green – foi em 2007 com Dario Franchitti, que havia conquitado também em 2005 com o saudoso Dan Wheldon, sendo um bicampeonado porque o brasileiro Tony Kanaan foi campeão com o time comandado por Michael Andretti em 2004.

Desta vez, o norte-americano Ryan Hunter-Reay tem a chance de trazer o nome Andretti de volta a glória. E o piloto do carro 28 vem aproveitando bem a oportunidade. É o único dos três pilotos da equipe com reais chances de conquistar o caneco. Mas terá que manter a sua constância para impedir a força da Penske com o brasileiro Hélio Castroneves, que venceu a última prova em Edmonton e quer uma arrancada para conquistar o seu primeiro título na categoria, embora já tenha vencido três vezes as 500 Milhas de Indianápolis, e seu companheiro Will Power, que tem três vitórias nessa temporada.

E as contas não param. Scott Dixon não pode ser descartado da briga, afinal, a Ganassi conquistou os títulos dos últimos quatro anos. A diferença entre Hunter-Reay para Castroneves é de apenas 23 pontos, muito pequena levando em consideração que uma vitória rende 50 pontos e a menor pontuação em uma prova é de 10 pontos, então, em Mid-Ohio, Castroneves pode sair na liderança do campeonato.

A novidade na prova será a presença do italiano Giorgio Pantano no carro da Ganassi substituindo Charlie Kimball, que fraturou o quinto metarcapo da mão direita em um treino na semana passada na mesma pista. Todos os pilotos terão 100 segundos de “push to pass” para usarem durante as 85 voltas no circuito de 13 curvas com extensão de 2.258 Milhas, ou seja, 3,6 Km. No entanto, só podem usar no máximo 20 segundos por ativação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *