IndyCar: Bernoldi satisfeito com o 15º lugar em sua estréia em Indianápolis

O companheiro Jaime Câmara abandonou, após um acidente, quando também estava próximo dos 15 primeiros.

O paranaense Enrique Bernoldi, da equipe Conquest Racing, conquistou um bom resultado na disputa de sua primeira 500 Milhas de Indianápolis. O piloto fez uma prova consistente, depois de largar do 29º lugar, e terminou em 15º na 5ª etapa da temporada, realizada neste domingo (dia 25) no famoso oval norte-americano. Com o resultado, Bernoldi somou mais pontos no campeonato e está na 12ª posição, com 99 pontos.

O companheiro Jaime Câmara, no entanto, não teve a mesma sorte. O goiano abandonou a 121 voltas para o final, quando se chocou contra o muro, após escapar na curva 1, felizmente sem se machucar.

A vitória da 92ª edição da Indy 500 ficou com o neozelandês Scott Dixon, que largou na pole e venceu a prova pela primeira vez. O piloto da Ganassi também assumiu a liderança da temporada, com 191 pontos. O melhor brasileiro na corrida foi o brasiliense Vitor Meira, que terminou em segundo lugar e chegou a ameaçar a vitória de Dixon. O norte-americano Marco Andretti foi o terceiro e o brasileiro Hélio Castroneves ficou em quarto. A prova teve oito bandeiras amarelas, mas felizmente sem grandes acidentes.

Bernoldi ficou feliz com o resultado e por ter finalizado sua primeira corrida em um oval. “Foi muito importante, ainda mais por ser aqui. A corrida é incrível e toda essa gente impressiona”, declarou o paranaense.

“Tive um imprevisto no início da corrida e precisei trocar a minha suspensão. Após a batida do Graham Rahal, um pedaço do carro dele acabou atingindo a frente do meu carro, danificando a suspensão. Tive de parar, acabei perdendo uma volta, mas com a estratégia que adotamos consegui me recuperar e terminar a corrida na volta do líder”, contou Bernoldi.

“No entanto, como foi uma troca rápida, não ficou ideal. Mas o carro estava balanceado durante a corrida, só não era muito rápido. De qualquer forma, aprendi bastante hoje. Nunca havia disputado uma prova tão longa e é muito cansativo. Não só fisicamente, mas mentalmente, porque você precisa estar 100% concentrado. Acho que foi um bom resultado e que irá me ajudar nas próximas etapas em ovais”, concluiu Bernoldi.

Câmara vinha bem no início da etapa e estava bem próximo dos 15 primeiros, na volta do líder, quando bateu na curva 1. “A corrida estava indo bem. Mas o meu carro foi ficando muito dianteiro e isso só piorava quando o pneu ia acabando. No tráfego, também estava difícil e ele saía mais e mais de frente. Quando entrei na curva 1, na 80ª volta, ele saiu muito de frente. Tentei corrigir, mas não pude fazer nada e acabei batendo forte no muro”, comentou o piloto goiano, que também disputou sua primeira Indy 500.

“O início da corrida foi um pouco inesperado, com muitas bandeiras amarelas. Fizemos alguns pit stops mais cedo e isso mudou um pouco a estratégia. Uma pena ter terminado assim, porque esse mês foi bastante puxado para nós e não queria que acabasse assim. Mas assim são as corridas e essas coisas acontecem”, finalizou Câmara.

Os pilotos voltam à pista domingo que vem (dia 1º de junho) para a etapa de Milwaukee (EUA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *