IndyCar: Categoria adota sistema que impede motor de apagar em caso de rodada

O Anti-Stall System foi desenvolvido pela McLaren Eletronics e pela AP Racing. Nos testes realizados em Sebring e no Barber Motorsports Park, recurso funcionou perfeitamente. Pilotos aprovaram medida, que deve reduzir o número de bandeiras amarelas durante uma corrida.

Todos os 26 pilotos inscritos no Grande Prêmio de St. Petesburg, etapa de abertura da temporada 2012 da Fórmula Indy, terão a possibilidade de, trabalhando com seus respectivos fornecedores de motores, de utilizar um sistema que impede que o motor apague em caso de rodada. O sistema, conhecido no automobilismo como “Anti-Stall”, foi desenvolvido pela McLaren Eletronics em conjunto com a AP Racing.
O sistema é novo na Fórmula Indy. As equipes testaram o software nos treinos realizados em Sebring e no Barber Motorsports Park, que automaticamente aciona a embreagem para manter o motor funcionando. No novo carro da categoria, fabricado pela italiana Dallara, a embreagem fica localizada agora atrás do volante, junto das borboletas de acionamento das marchas.
A medida deve reduzir o número de bandeiras amarelas causadas por carros que escaparam ou rodaram na pista e ficam parados inertes sem poder acionar o motor para voltar ao traçado.
Cada fabricante de motor – Chevrolet, Honda e Lotus – deve ajustar o sistema de acordo com suas características e necessidades. Piloto e dono de equipe, Ed Carpenter afirma que o sistema funcionou sem qualquer tipo de falha com o V6 biturbo de 2,2 litros no traçado de Barber – que recebe a segunda etapa da temporada, no dia 1º de abril.
“É muito bacana. Sempre que você recebe um novo sistema, isso leva algum tempo para nos acostumarmos, mas é uma tecnologia excelente e acho que isso tudo vai ser muito bom para as corridas. Teremos mais ação na pista para os fãs e menos bandeiras amarelas”, afirmou o norte-americano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *