IndyCar: Circuito Anhembi tem a maior reta do calendário da Indy

Reta dos Bandeirantes, que corresponde ao trecho da Marginal Tietê, tem 1.500 metros de extensão e os carros podem chegar a 300 km/h

O traçado da segunda edição da Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé da Fórmula Indy, que acontecerá no dia 1º de maio no Circuito Anhembi, é considerado um dos mais exigentes da temporada 2011. Os 4.080 metros de extensão da pista, que inclui trechos do Sambódromo, da Avenida Olavo Fontoura e da Marginal Tietê, mesclam curvas de média e baixa velocidade com retas longas, que proporcionam bons pontos de ultrapassagens. A Reta dos Bandeirantes, que corresponde ao trecho da Marginal, é a mais longa de todo o calendário da Fórmula Indy, com 1.500 metros de comprimento – maior inclusive que a dos circuitos ovais de alta velocidade (como Indianápolis, por exemplo). Neste trecho, os potentes carros da categoria – que têm motores V8 de 3.5 litros e que geram cerca de 650 cavalos – podem atingir a impressionante marca dos 300km/h – considerada alta para um circuito urbano.

Segundo o projetista do traçado paulistano, Tony Cotman, a reta do circuito que receberá a Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé é maior que a dos superovais – casos de Indianápolis e do Texas Speedway. “Muitas retas não são longas o suficiente para uma ultrapassagem, mas nesta o carro à frente vai fazer um grande ‘buraco’ no ar atrás de si, enquanto os carros que vierem em seguida terão a vantagem do vácuo para tentar ganhar a posição”, explicou. Cotman disse que a idéia original era incluir um ‘S’ com o objetivo de diminuir a velocidade naquele trecho. Porém, para o bem do espetáculo, optou por manter a reta livre. “A ideia da chicane foi descartada porque acredito que o circuito deverá proporcionar uma corrida mais excitante sem ela”, disse.

A decisão se mostrou acertada. Na primeira edição da prova, realizada no ano passado, das 61 voltas completadas, 42 aconteceram sob bandeira verde, o que proporcionou nada menos do que 95 ultrapassagens. Metade dessas manobras aconteceu na Curva da Vitória (curva 11), imediatamente após a Reta dos Bandeirantes, antes dos pilotos apontarem para a reta de chegada. Os números foram fornecidos pela NZR Consulting, empresa controlado pela IndyCar para consultoria e projetos de circuitos e fundada por Cotman.

Inicialmente, a prova estava prevista para ter 74 voltas, mas em decorrência da chuva e do grande número de voltas sob bandeira amarela – 19 no total – atingiu o limite máximo de duas horas.

INGRESSOS – Os ingressos podem ser adquiridos no site oficial da Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé (www.saopauloindy300.com.br) ou pelo endereço eletrônico da Livepass (www.livepass.com.br), além da central telefônica acessada pelo número (11) 4003-1527 (custo de ligação local, mais impostos), de segunda-feira a sábado, das 9h às 21h. Oito bilheterias oficiais da prova estão disponíveis na capital paulista, localizadas no Portão 19 do Pavilhão Anhembi, na Honda André Ribeiro do Shopping Aricanduva, e nos shoppings Market Place (Piso Superior), Iguatemi e Frei Caneca (Piso Térreo), na Bilheteria 1 do Estádio do Morumbi, Central de Turismo Express (Av. São João, 677) e no Posto Gravatinha (em Santo André). O pagamento pode ser feito em dinheiro, cartões de crédito Visa, Mastercard e Diners, e cartões de débito Visaelectron, Maestro e Redeshop. No Rio de Janeiro o ponto de venda é o Posto Piraquê (Av. Borges de Medeiros, Lagoa), e em Brasília (DF), a Central de Ingressos funciona no Brasília Shopping (Setor Comercial Norte, Quadra 5). Nestes dois pontos, o pagamento deve ser feito apenas em dinheiro.

Estudantes de ensino fundamental, médio ou superior, e idosos acima de 65 anos têm direito a meia-entrada, ou seja, poderão assistir ao show da categoria de monopostos mais rápida do mundo por apenas R$ 90. As instalações também oferecem acessos para portadores de necessidades especiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *