IndyCar: Com problemas de câmbio no primeiro dia em Long Beach, Bruno Junqueira volta à pista por boa posição no grid

A perda de tempo de pista precioso acabou custando, ao mineiro Bruno Junqueira (Brasil Telecomunicações/Telemont) a chance de brigar por um lugar nas primeiras filas do grid provisório para o GP de Long Beach, válido como terceira etapa da Indy Racing League (IRL) e prova de despedida da ChampCar.
A quebra do câmbio do Panoz Cosworth do mineiro no primeiro treino livre fez com que o piloto da Dale Coyne completasse apenas oito voltas pela manhã, sem a chance de avaliar o comportamento do carro e testar mudanças no acerto. O dia complicado se refletiu na 14ª posição na primeira qualificação, com 1min08s813, tempo que ele acredita poder baixar bastante hoje, a partir das 18h15, quando se definem as posições de largada para a corrida de amanhã. O mais rápido foi o inglês Justin Wilson, da Newman Haas Lanigan, com 1min07s356.

Perdemos quase todo o tempo da primeira sessão para consertar o câmbio. Tinha completado cinco voltas e, com seis minutos para o fim do treino, pude dar apenas mais três. Com o pouco tempo de pista, fomos buscar o acerto para a classificação durante o treino de 15 minutos que antecede a tomada de tempos, o que não foi suficiente”. Em meio ao forte tráfego na meia hora da qualificação, Bruno não teve dificuldades para baixar as marcas conseguidas de manhã.
“Para amanhã já sabemos alguns pontos a melhorar e, assim, espero ganhar posições para a largada”, diz Bruno, animado para fazer um bom papel nesta que é a última corrida da história da ChampCar. O melhor brasileiro no grid provisório é Enrique Bernoldi (Conquest), com a sexta posição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *