IndyCar: Dan Wheldon comemora 30 anos, vencendo o GP de Iowa

O inglês Dan Wheldon, da Ganassi, venceu neste domingo (22/06), o GP de Iowa, 8º etapa da temporada. Foi a 2º vitória de Wheldon no ano e 15º na carreira. O japonês Hideki Mutoh, da Andretti-Green, foi o 2º, com seu parceiro de equipe, o norte-americano Marco Andretti fechando os três primeiros.

 


Saindo da pole-position o neozelandês Scott Dixon, da Ganassi, manteve a ponta apenas até a 2º volta, quando foi superado pelo brasileiro Helio Castroneves, da Penske. Três voltas depois foi a vez do brasileiro Tony Kanaan, da Andretti-Green, superar o líder da temporada.


Castroneves e Kanaan passaram a se alternam na liderança da prova, com Kanaan se mantendo a frente a partir da 14º volta. Na 39º volta aconteceu a primeira bandeira amarela, com a batida no muro do norte-americano Ed Carpenter, da Vision. Os pilotos aproveitaram para entrarem nos boxes.


Com a relargada na 51º volta, Castroneves reassumiu a ponta, ao passar Kanaan. Andretti vinha em 3º. O brasileiro Vitor Meira, da Panther, passou por cima da mangueira de combustível de outra equipe, recebendo um drive-through. Na 62º volta Wheldon passou Andretti, indo para a 3º posição e começando a pressionar Kanaan.


O brasileiro Jaime Câmara, da Conquest, ficou lento na pista, provocando a segunda amarela na 102º. Nova parada nos boxes para os pilotos, com Kanaan saindo na frente do pelotão, seguido por Wheldon, Andretti e Castroneves. Na 113º volta a prova recomeçou. Na 135º volta Andretti passou Kanaan indo para a primeira posição.


O brasileiro Mario Moraes, da Dale-Coyne, rodou e ficou parado na entrada dos boxes, trazendo a terceira amarela a pista, na 158º. Ele retornou a prova. Com os pilotos novamente nos boxes, Kanaan saiu em primeiro, com Castroneves em 2º e Andretti na 3º posição. Na relargada Castroneves passou Kanaan.


Outro brasileiro provocou mais uma amarela na 187º volta. Enrique Bernoldi, da Conquest, bateu com os pilotos novamente nos boxes. Dez voltas depois a bandeira verde foi acionada com Wheldon em primeiro. Uma volta depois Moraes bateu no muro, trazendo a amarela de volta. Desta vez ele abandonou.


Na 201º foi dada a relargada com Wheldon em primeiro, o surpreendente Mutoh na 2º posição, a norte-americana Danica Patrick, também da Andretti-Green, em 3º e Kanaan em 4º. Castroneves caiu para 7º lugar. Cinco voltas depois Kanaan passou Patrick.


Kanaan perdeu a  traseira do carro batendo fortemente no muro da curva 2, na 211º volta, com a bandeira amarela sendo agitada. A prova recomeçou faltando 22 voltas para a bandeirada final. Com o carro perdendo rendimento Castroneves foi para os boxes na 233º volta, caindo várias posições.


Wheldon, que completou 30 anos neste domingo, venceu depois de 250 voltas no pequeno circuito de apenas 0.875 milhas com apenas 0s1430 de vantagem para Mutoh, que conquistou o seu melhor resultado na categoria. Andretti ficou em 3º, seguido por Dixon, o norte-americano A.J.Foyt IV, da Vision, e Patrick completando os seis primeiros. Dos pilotos oriundos da ChampCar o melhor foi o norte-americano Ryan Hunter-Reay, da Rahal-Letterman, na 8º posição.


Castroneves terminou em 14º, com Meira em 15º e Bernoldi na 17º posição.


Dixon ampliou a sua liderança no campeonato, somando 316 pontos. Castroneves é o vice-líder com 268 pontos. Com um ponto a menos Wheldon é o 3º colocado. Kanaan, com 216 pontos, é o 4º.


A próxima etapa acontece em Richmond, no dia 28 de junho.


Final:


1°. Dan Wheldon (ING/Ganassi), 1h39min24s, 250 voltas
2°. Hideki Mutoh (JAP/Andretti-Green), a 0s1430
3°. Marco Andretti (EUA/Andretti-Green), a 0s9028
4°. Scott Dixon (NZL/Ganassi), a 1s2726
5°. A.J. Foyt IV (EUA/Vision), a 1s3564
6°. Danica Patrick (EUA/Andretti-Green), a 1s9115
7°. Ryan Briscoe (AUS/Penske), a 3s9780
8°. Ryan Hunter-Reay (EUA/Rahal-Letterman), a 4s4488
9°. Will Power (AUS/KV), a 5s6158
10°. Graham Rahal (EUA/Newman-Haas-Lanigan), a 7s7886
11°. John Andretti (EUA/Roth), a 8s4639
12°. Justin Wilson (ING/Newman-Haas-Lanigan), a 8s7225
13°. Ernesto Viso (VEN/HVM), a 12s5775
14°. Hélio Castroneves (BRA/Penske), a 2 voltas
15°. Vitor Meira (BRA/Panther), a 2 voltas
16°. Oriol Servia (ESP/KV), a 3 voltas
17°. Enrique Bernoldi (BRA/Conquest), a 8 voltas


Não completaram


Tony Kanaan (BRA/Andretti-Green), a 39 voltas
Mário Moraes (BRA/Dale Coyne), a 58 voltas
Jaime Câmara (BRA/Conquest), a 117 voltas
Darren Manning (ING/Foyt), a 156 voltas
Buddy Rice (EUA/Dreyer & Reinbold), a 172 voltas
Ed Carpenter (EUA/Vision), a 212 voltas
Milka Duno (VEN/Dreyer & Reinbold), a 224 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *