IndyCar: DOLLY apoia Mário Romancini na abertura do campeonato da Fórmula Indy, em São Paulo

Piloto levará a marca da fabricante de refrigerantes, líder do segmento ‘Guaraná’ no estado, em seu carro durante a prova no circuito de rua na região do Anhembi.

A entrada do paulista Mário Romancini, de 22 anos, na principal categoria de monopostos dos Estados Unidos – a Fórmula Indy – rendeu seu primeiro fruto nesta semana. Para a primeira prova da temporada 2010, marcada para os dias 13 e 14 de março em São Paulo, o piloto terá a marca da Dolly estampada no seu carro da equipe Conquest. A empresa, 100% brasileira, é reconhecida por apoiar pilotos nas mais diversas divisões do automobilismo nacional – do kart, passando pela Fórmula Truck, até a Stock Car. E agora chega a Fórmula Indy junto com Mário Romancini.
“Tudo está sendo fantástico em 2010. Primeiro, conseguir uma vaga para disputar toda a temporada da Fórmula Indy, e agora o reconhecimento e apoio Dolly. É uma parceria que para mim tem ainda mais valor, justamente por ser uma empresa que atua fortemente no automobilismo. É muito bom começar uma temporada com tantas coisas boas acontecendo e consolidado minha carreira como piloto profissional”, destaca Romancini, que há pouco mais de quatro anos ainda corria no kart.
A Dolly, por sua vez, se tornou pioneira no mercado de refrigerantes dietéticos no Brasil na década de 80, depois de uma intensa batalha contra o governo federal para a produção desse tipo de bebida. Isso porque, até 1987 a fabricação de refrigerantes dietéticos era proibida no país com base em uma lei que vetava o uso de edulcorantes sintéticos nas bebidas. Porém, pesquisas apontaram que não havia problema no uso dessas substâncias e a Dolly, depois de fazer exaustivos testes com seus produtos, ganhou na justiça – em 1988 – o direito de colocar seus refrigerantes de sabor limão e guaraná no mercado. A segunda fase na trajetória da fábrica começou em 1994, ampliando sua linha de produtos para refrigerantes adoçados com açúcar em diversos sabores – e sempre tendo como líder, o refrigerante de Guaraná.
“Há alguns anos a Dolly vem apostando em jovens talentos do automobilismo brasileiro. E não apoiar um piloto como o Mário Romancini era algo inevitável por tudo que ele mostrou na temporada 2009 competindo na Fórmula Indy Lights e conseguindo, através do seu talento, uma vaga para correr na Fórmula Indy este ano. Estar ao lado dele na volta da categoria para o Brasil é uma grande conquista para a Dolly”, exaltou Rogério Raucci, representante da Dolly.
A prova da Fórmula Indy em São Paulo terá ao menos seis representantes brasileiros. Além de Romancini, Tony Kanaan, Bia Figueiredo, Vitor Meira, Hélio Castroneves e Raphael Matos estão confirmados. A corrida será realizada nas ruas da região do sambódromo do Anhembi, na zona norte da capital paulista, e abre a temporada 2010 da categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *