IndyCar: Em Napa Valley”, Tony Kanaan confia no preparo físico e bom retrospecto

Desgaste físico e economia de pneus podem fazer a diferença na etapa da Fórmula Indy.

Neste domingo (23) acontece o GP de Sonoma, na Califórnia, na bela região onde são produzidos os tradicionais e famosos vinhos californianos, nomeada de “Napa Valley.”. Pelo nome sugestivo, o brasileiro Tony Kanaan sempre brincou estar “em casa”. E não é apenas brincadeira não, pois o piloto da Andretti Green Racing já disputou quatro corridas no autódromo cercado de subidas e descidas em alta e média velocidade e finalizou duas delas no pódio, sendo a mais relevante a de 2005, quando foi ao lugar mais alto. Ano passado, Kanaan voltou a comemorar com champanhe – também produzidos na região – ao concluir na terceira colocação e ambos troféus da prova são destaques de sua sala no escritório em Miami, bem diferente do habitual, e como não poderia ser diferente, com garrafa de vinho de enfeite. A classificação na prova californiana passa à ser fundamental para aqueles que almejam brigar pela vitória e, embalado pelo trabalho na sede da AGR nos últimos dias, Kanaan se candidata a uma vaga.

“Sonoma é uma pista muito técnica, cheia de variações de subidas e descidas, curvas cegas e um grande desafio para nós pilotos e para os engenheiros também. Vale muito a experiência na questão de poupar esforço, pois é uma prova extremamente desgastante fisicamente, a mais forte do ano, além se ser bem difícil de ultrapassar. Como tivemos uma semana inteira livre, pude fazer uma programação de treinos físico específicos para Sonoma, além de trabalhar com meu pessoal em Indianápolis. No entanto, é uma pista que gosto muito de correr e me divirto muito porque parece que estamos em uma montanha russa. Fui o primeiro a vencer quando a pista entrou no calendário da Indy e ainda fiz 11 flexões no pódio (rs). Espero voltar a sentir o gosto do champanhe californiano”, explicou o baiano, que tem 13 vitórias e 10 pole-positions no currículo desde 2003.

Na Califórnia, a Andretti Green terá um quinto carro. O francês Franck Montagny se junta a Kanaan, Danica Patrick, Marco Andretti e Hideki Mutoh. “Eu trabalhei com ele em uma prova da ALMS (American Le Mans Series) e nós ganhamos a corrida. Ele é um ótimo piloto e vai nos ajudar”, destacou o brasileiro.

Aos cinco integrantes da AGR e os seus adversários, a Fórmula Indy programou que eles poderão usar nesse domingo o “push to pass” por 15 vezes com duração de 15 segundos cada, o que resulta num acumulo de até 20 cavalos de potência no motor e facilita uma ultrapassagem. A novidade iniciou nesse ano no GP de Kentucky e foi aprovado por todos. Vale ressaltar que é preciso um intervalo de 10 segundos para voltar a usa-lo novamente. Sobre os pneus, a Firestone disponibilizou seis jogos de pneus preto – composto duro – e três com faixa vermelha – mole – para cada. Será a primeira vez que os pneus moles serão usados em Sonoma tendo mais aderência e possibilitando voltas mais rápidas. Os times são obrigados a usar cada um dos tipos por pelo menos duas voltas em bandeira verde. Como só foi programado um treino livre antes da classificação no sábado (22), a estratégia e economia podem fazer a diferença. No último GP, em Mid Ohio, Ryan Briscoe, da Penske, conquistou a pole-position por ter sido o único que tinha dois jogos de pneus vermelhos no Q3.

O GP de Sonoma, que encerra as disputas em circuitos mistos da temporada 2009, acontece às 18h45 (horário de Brasília) e terá transmissão ao vivo para o Brasil pela Band. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *