IndyCar: Jaime Câmara e Enrique Bernoldi, da Conquest Racing, enfrentam dificuldades no oval de Kansas

Próxima etapa da temporada 2008 acontece no dia 25 de maio em Indianápolis.

A Conquest Racing disputou no último domingo, dia 27, sua segunda prova da temporada em um oval, durante a 4ª etapa da Indy Car Series, realizada em Kansas City, no Kansas. Apesar de confiantes, os pilotos Jaime Câmara e Enrique Bernoldi (Sangari) não obtiveram os resultados esperados.


Câmara, que estreou na categoria largando da 19ª colocação, fez um excelente começo de prova e chegou a figurar em 13º. Mas ele enfrentou problemas com o carro, além de ter ficado sem rádio durante boa parte da corrida. Depois de diversas paradas no box, o goiano terminou em 21º.


“Foi uma corrida complicada porque o carro tinha pouca pressão aerodinâmica e estava muito traseiro. Cheguei a ganhar algumas posições quando me afastei do tráfego, mas depois da primeira bandeira amarela o rendimento caiu novamente. Além disso, perdi a comunicação com a equipe pelo rádio e isso me atrapalhou bastante. Parei algumas vezes no box para solucionar o problema e aproveitamos para mexer no acerto, colocando mais downforce no carro. Foi aí que encontramos o caminho; definitivamente deveríamos ter feito isso desde o começo. Com certeza, aprendi muito nessa etapa e vamos para Indianápolis mais preparados, mesmo porque teremos praticamente um mês para treinar nessa pista”, afirmou Câmara.


Largando em 25º, Bernoldi se envolveu em um acidente ainda na primeira volta e, após trocar o bico de seu carro, retornou à disputa. Entretanto, a batida danificou a barra de direção e o paranaense foi obrigado a abandonar após completar 54, das 200 voltas.


“Fiz uma boa largada, mas logo no início fui atrapalhado pelo tráfego e acabei sendo tocado. Como conseqüência eu rodei, bati com o bico do carro na mureta e fui para o box trocá-lo. Quando voltei, tentei ser agressivo para recuperar posições, mas os pneus estavam frios e perdi muito downforce. A batida também danificou a barra de direção e a cada volta que eu dava ficava mais difícil de guiar. Mesmo assim tentei continuar, só que a direção estava travando e fui obrigado a abandonar”, disse Enrique que ocupa agora a12ª colocação na tabela do campeonato, com 84 pontos.


Para Eric Bachelart, dono da Conquest, essa corrida foi mais um aprendizado e a equipe estará mais bem preparada para a próxima etapa. “A corrida de Kansas foi difícil, mas tenho certeza de que iremos para a próxima etapa mais fortes. Jaime enfrentou problemas com o carro, além de ter ficado sem rádio. Fizemos algumas mudanças e no final da corrida encontramos um bom acerto. Ele tem feito tudo o que pedimos e fez um excelente trabalho neste final de semana. Infelizmente, o Enrique bateu cedo e os danos em seu carro não puderam ser reparados. Agora, o nosso foco será as 500 Milhas de Indianápolis”, encerrou o dirigente.


Assim como no ano passado, o inglês Dan Wheldon venceu o GP do Kansas. O pódio foi completado pelo brasileiro Tony Kanaan (2º) e pelo neozelandês Scott Dixon (3º). Hélio Castroneves, que terminou em 4º, segue na liderança do campeonato com 144 pontos.


As 500 Milhas de Indianápolis, equivalente a 5ª etapa da Indy Car, acontece no dia 25 de maio. Os treinos livres terão início no próximo dia 6 e o “Pole Day”, que definirá o pole-position, está marcado para o dia 10.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *