IndyCar: Julgamento de Hélio Castroneves é adiado para esta terça-feira

O julgamento do piloto Hélio Castroneves, acusado de sonegar US$ 2,3 milhões (cerca de R$ 5 milhões) da receita norte-americana entre 1999 e 2004, não teve resolução nesta segunda-feira. Além dele, sua irmã Katiucia e seu advogado Alan Miller também estão na mira da justiça norte-americana.

Durante a reunião na Corte Federal de Miami, os jurados pediram que o advogado tributarista de Nova York, Fred Feingold, e o de Marc Berg, testemunha de acusação, explicassem suas participações nas finanças de Castroneves.

Além disso, a defesa do piloto alegou que o valor de US$ 5 milhões nunca chegou em suas mãos e que ele está depositado na conta de uma empresa “offshore” na Holanda e, por causa disso, ele não teria o dinheiro necessário para pagar os impostos atrasados. Esta prática de “offshore” é semelhante aos “paraísos fiscais”, onde há impostos reduzidos e isenções fiscais.

Dessa forma, o julgamento acabou adiado para esta terça-feira e, se for condenado, o brasileiro poderá pegar no mínimo seis anos de prisão.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *