F1: Por causa de escândalo, McLaren pode sofrer corte nos patrocínios

Além de precisar provar a sua inocência para o Conselho Mundial da FIA, no próximo dia 29, em relação ao fatídico ‘caso Hamilton’, a McLaren poderá sofrer outro duro golpe, desta vez relacionado ao corte de patrocínios.

Por causa dos recentes escândalos, muitos parceiros da McLaren podem diminuir os investimentos na equipe, pois não querem ser associados à atitudes ilegais. “Muitos patrocinadores podem passar por cima desse escândalo, mas eles odeiam ter seus nomes ligados com uma escuderia que realiza trapaças”, afirmou uma fonte ligada à essas empresas para o jornal Daily Mail.

A equipe terá que explicar a sua participação para a FIA no ‘caso Hamilton’, onde o principal piloto da equipe foi acusado de facilitar uma ultrapassagem durante o GP da Austrália, quando o safety car estava na pista, realizando uma manobra proibida.

Entretanto, esta não foi a primeira vez que a McLaren se envolve em uma confusão semelhante. Em 2007, ela foi acusada de espionagem, pois recebia informações confidenciais da Ferrari, transmitidas por um engenheiro inglês que trabalhava pelos italianos.

Entre os investidores da escuderia inglesa estão a gigante de telecomunicações Vodafone, além do banco espanhol Santander e da grife de alta costura Hugo Boss.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *