IndyCar: Junqueira se conforma com substituição nas 500 Milhas

Substituído pelo canadense Alex Tagliani no grid de largada das 500 Milhas de Indianápolis, o brasileiro Bruno Junqueira garantiu que não tem nenhum ressentimento com a Conquest Racing.

“Sabia que Alex era o primeiro piloto da Conquest e que, se algo acontecesse com o primeiro carro do time, eu teria que ceder o meu lugar”, afirmou o brasileiro, resignado. “Eu entendo a situação. Realmente gostei de trabalhar com a Conquest, que meu deu um bom carro e espero voltar a trabalhar com eles no futuro”, emendou.

O brasileiro fechou contrato com a equipe no sábado para tentar um lugar na tradicional prova em Indianápolis. Indo à pista pela primeira vez no dia seguinte, último dia do qualificatório, o mineiro assegurou a 30ª posição.

Até então, Tagliani estava com a 26ª colocação garantida, mas como a pista estava em melhores condições no domingo, o canadense teve a sua velocidade média superada pelos rivais, cujas equipes foram mais eficientes que a Conquest, que não colocou o canadense para correr de última hora. Desta forma, Alex perdeu sua vaga no final do treino e precisou contar com a ajuda dos bastidores para se alinhar na disputa.

“Mais uma vez, Bruno mostrou o quão talentoso é. Realmente apreciamos e agradecemos o excelente trabalho que ele fez em tão pouco tempo. Já Alex foi simplesmente vítima de circunstâncias excepcionais. Trabalhamos com Tagliani há muito tempo e todo nosso programa comercial e de marketing estava feito em volta dele. Era mais interessante para o time e nossos parceiros tê-lo no carro nas 500 Milhas, por isso, tomamos esta decisão”, justificou Eric Bachelart, chefe da equipe.

Junqueira foi o pole-positionn das 500 Milhas em 2002.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *