IndyCar: Meira aposta em consolidação nas pistas ovais

Piloto brasileiro aposta na experiência do engenheiro da A.J. Foyt
Racing e vê boa chance de ascensão na prova de sábado no Kansas.
Depois de quatro corridas em traçados mistos, a Fórmula Indy terá neste sábado (1º) sua primeira etapa em pista oval em 2010. O GP do Kansas reunirá o grid mais numeroso da temporada até o momento, com 27 pilotos inscritos. Para o brasileiro Vitor Meira, a corrida de 200 voltas pelo traçado de uma milha e meia do Kansas Speedway, quinta de um total de 17 etapas, representa a chance de ‘uma boa ascensão’. O piloto da A.J. Foyt Racing demonstra otimismo.

“Fui bem várias vezes no Kansas, se tem um oval em que dá para a gente fazer alguma coisa é lá”, comentou. Um dos trunfos apontados por ele para a alta expectativa é a experiência de Jeff Briton, engenheiro da equipe. “A especialidade do Jeff são os ovais, então posso esperar que daqui para a frente a gente tenha uma chance muito boa de melhorar, principalmente nos treinos classificatórios. Vai dar, agora, para ter uma noção do nível em que a equipe está”, disse.

Meira acredita que a fase dos ovais possa fazer aparecerem os efeitos das mudanças a que a A.J. Foyt Racing foi submetida para esta temporada. “Nós agora vamos ter algumas coisas que não tínhamos. Aqui na Fórmula Indy, como todo mundo tem o mesmo pacote técnico, não adianta só comprar algo para usar, existe também todo um trabalho de pesquisa. O segredo é saber como usar todos os componentes que você tem e fazer tudo funcionar em sincronia”, ponderou.

O desempenho nos treinos classificatórios segue apontado por Vitor Meira como desafio maior da equipe. “Até aqui a gente tem ficado um pouco para trás no grid, um pouco à frente do último terço, às vezes. A intenção agora é de estarmos do meio para a frente, é o momento certo para a gente sentir onde a gente está na relação de forças da Indy. A ideia é conseguir terminar a corrida do Kansas entre os 10 primeiros. Se a gente conseguir, será ótimo”, finalizou.

A atividade em pista no Kansas terão início na sexta-feira (30), com duas sessões de treinos livres de 60 minutos, marcadas para as 12h e as 15h. O treino classificatório para definição do grid será iniciado às 18h. A largada para a corrida de sábado será dada às 15h. Todos os horários são referentes a Brasília, situada duas horas à frente do Kansas no fuso horário. A classificação do campeonato da Fórmula Indy após quatro corridas é a seguinte:
 
1º) Will Power (AUS/Team Penske), 172
2º) Helio Castroneves (BRA/Team Penske), 130
3º) Ryan Hunter-Reay (EUA/Andretti Autosport), 129
4º) Justin Wilson (ING/Dreyer & Reinbold Racing), 125
5º) Dario Franchitti (ESC/Target Chip Ganassi Team), 112
6º) Scott Dixon (NZL/Target Chip Ganassi Team), 112
7º) Ryan Briscoe (AUS/Team Penske), 103
8º) Tony Kanaan (BRA/Andretti Autosport), 94
9º) Raphael Matos (BRA/De Ferran-Luczo Dragon Racing), 84
10º) Dan Wheldon (ING/Panther Racing), 83
11º) Vitor Meira (BRA/A.J. Foyt Racing), 81
12º) Marco Andretti (EUA/Andretti Autosport), 78
12º) Mike Conway (ING/Dreyer & Reinbold Racing), 78
14º) Alex Tagliani (CAN/FAZZT Race Team), 72
15º) Mário Moraes (BRA/KV Racing Technology), 69
16º) Danica Patrick (EUA/Andretti Autosport), 67
17º) E.J. Viso (VEN/KV Racing Technology), 60
17º) Hideki Mutoh (JAP/Newman-Haas-Letterman), 60
19º) Mário Romancini (BRA/Conquest Racing), 54
20º) Simona de Silvestro (SUI/HVM), 53
21º) Alex Lloyd (ING/Dale Coyne Racing), 48
22º) Graham Rahal (EUA/Sarah Fisher Racing), 47
23º) Milka Duno (VEN/Dale Coyne Racing), 46
23º) Takuma Sato (JAP/KV Racing Technology), 46
25º) Bertrand Baguette (BEL/Conquest Racing), 24
26º) Ana Beatriz (BRA/Dreyer & Reinbold Racing), 17

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *