IndyCar: Meira vê treino classificatório como ponto fraco da A.J. Foyt

Piloto brasileiro manifesta cansaço por maratona de trabalho e admite que estratégias extremas representam única chance de resultado expressivos.

A Fórmula Indy terá neste domingo (18) a quarta corrida consecutiva em um traçado misto. A quarta etapa da temporada de 2010 será disputada em Long Beach, num circuito de rua de características similares às das pistas de São Paulo e St. Petersburg, que receberam as duas primeiras etapas – a terceira aconteceu no misto permanente de Barber, no Alabama, no último domingo (11). As sessões iniciais de treinos livres serão desenvolvidas nesta sexta-feira (16).
O brasileiro Vitor Meira, que depois do pódio na etapa brasileira amargou dificuldades nas duas corridas seguintes, identifica a necessidade de alcançar um rendimento mais competitivo no treino classificatório. “Esse tem sido o ponto fraco da equipe, e me incluo nisso. A gente tem ficado muito para trás na classificação. Quando a gente conseguir se classificar melhor as coisas no fim de semana todo vão ficar um pouco mais fáceis”, aposta o piloto da A.J. Foyt Racing.
Para o piloto, as opções estratégicas traçadas nas últimas corridas, que resultaram no15º lugar em St. Petersburg e na 18ª posição em Barber, não devem ser apontadas como causa para os resultados aquém das expectativas. “A gente não adota estratégias mais arriscadas porque quer, mas porque, com o carro que temos no momento, é o único modo de podermos pensar em um resultado melhor. Em São Paulo, por exemplo, deu certo”, ele exemplifica.
Meira não esconde seu cansaço diante da maratona de atividades dos últimos dias. “Isso acontece sempre depois de um fim de semana de corrida, mas desta vez não houve tempo para a gente se recuperar tão bem, eu tenho certeza de que os mecânicos e todos na equipe estão assim, também”, diz. “Se há algo de positivo nisso, é que, depois de um fim de semana ruim, a gente não tem de ficar duas semanas pensando nisso. Agora, é pensamento positivo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *