IndyCar: Necessidade de escolha deixa Meira em 20º no grid

Necessidade de optar entre duas alternativas deixa Meira em 20º no grid da Indy em Barber

Brasileiro da A.J. Foyt Racing reconhece que escolha feita para tomada de tempos não foi correta e aposta em carro competitivo para sua 100ª corrida

 
A temporada de 2010 da Fórmula Indy tem sido marcada para Vitor Meira pela necessidade constante de tomar decisões. Na maioria das vezes, tendo como opções fatores de extremos opostos. Tais decisões, no campo estratégico, foram responsáveis pelo pódio conquistado pelo brasileiro em São Paulo, na abertura do campeonato, ou pela decepção manifestada com o 15º lugar em St. Petersburg, onde a estratégia de competição permitiu-lhe liderar duas vezes.

Neste sábado (10), o treino classificatório para a terceira corrida de 2010, no circuito misto do Barber Motorsports Park, pôs Meira e a A.J. Foyt Racing mais uma vez diante da necessidade de uma decisão. O resultado foi negativo: o piloto vai largar em 20º para a prova deste domingo (11) no estado norte-americano do Alabama, que marca sua centésima participação na categoria. A pole-position é do australiano Will Power, da Penske, líder invicto do campeonato.

“Tivemos um desempenho muito discreto nos dois treinos livres de ontem. O ponto positivo desses treinos foi detectarmos uma deficiência do carro para esta pista”, narrou Meira. “Tínhamos dois caminhos para seguir, sabíamos que um era certo e o outro completamente errado, mas é lógico que não sabíamos qual deles era o certo ou o errado. Arriscamos, infelizmente escolhemos o caminho errado”, resumiu, procurando não especificar o problema identificado.

O brasileiro reconhece que sua chance de atingir a meta de estar na lista dos 10 primeiros colocados após as 90 voltas que vão compor a corrida no circuito misto permanente reside na estratégia. “Vamos ter que partir para algum extremo. Foi o que fizemos em São Paulo, e deu certo, e em St. Pete, e quase deu certo. Ultrapassar aqui é muito difícil, vai ser a saída. Hoje fizemos uma opção que não foi certa, então vamos pelo outro caminho. O carro vai estar bom”, disse.

A corrida deste domingo será a centésima da carreira de Meira na Indy. “A Anne Fornoro, que é a assessora de imprensa da equipe, comentou isso comigo e eu disse ‘já?’. É uma marca importante, chegar a 100 corridas significa que o meu trabalho tem sido valorizado e bem aceito. Ninguém chega a 100 corridas em uma categoria tão forte por acaso. Fico orgulhoso”, frisa o brasileiro, que já competiu pelas equipes Menards, a Rahal-Letterman, A Panther e a A.J. Foyt.

A terceira etapa da Indy, neste domingo no Alabama, terá largada às 15h45, horário de Brasília. O canal por assinatura Bandsports transmitirá a prova na íntegra para o Brasil. A Rede Bandeirantes exibirá a largada, flashes durante a corrida e também seus momentos finais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *