IndyCar: Pizzonia faz a melhor volta da última prova da história da Champ Car

Problemas no sensor de velocidade impediram que o amazonense conseguisse um bom resultado em Long Beach.

Neste domingo (20/04) foi disputada em Long Beach (EUA) a prova de encerramento da história da Champ Car. A vitória ficou com o australiano Will Power (KV Racing), que completou as 83 voltas da corrida em 1h45min25s415, a uma média de 149,516 km/h, seguido pelo francês Frank Montagny (Forsythe Pettite Racing) e pelo mexicano Mario Dominguez (Pacific Coast Motorsports). O brasileiro Antonio Pizzonia (Rocketsports Racing) chegou a andar na liderança e anotou a volta mais rápida da corrida com a marca de 1min08s252, mas completou apenas na 16ª colocação, devido a um problema com o sensor de velocidade da roda dianteira. “O resultado não retratou o bom desempenho que tivemos no fim de semana”, afirma o piloto que vai competir a temporada 2008 da Stock Car pela K-med Racing.


Após largar na 14ª colocação Antonio Pizzonia chegou a liderar a prova devido a sua estratégia de pit stops. O amazonense ocupava a 9ª posição quando foi para sua primeira parada no boxes, quando uma pene eletrônica no sensor de velocidade na roda dianteira acabou com suas possibilidades na corrida. “Eu apertei o limitador de velocidade e o carro morreu. Na volta para a pista apertei de novo e o motor apagou novamente”, explica o titular da Rocketsports. A equipe teve que recolher o carro novamente e após todos os problemas o manaura perdeu duas voltas dentro dos boxes. Nos demais pit stops ele entrou e saiu bem devagar para evitar punição por excesso de velocidade, comprometendo ainda mais o seu resultado. A partir daí Pizzonia passou a acelerar o máximo possível a tentativa de alcançar os pontos com eventuais quebras a abandonos dos adversários. “Mas valeu pela experiência, consegui fazer um bom trabalho com a equipe”, garante.


O melhor brasileiro da corrida foi Enrique Bernoldi (Conquest Racing), que cruzou a linha de chegada na 4ª colocação. Bruno Junqueira (Dale Coyne) foi o 12º, Roberto Moreno (Minardi/HVM) abandonou a 20 voltas do fim e foi o 17º, enquanto Mário Moraes sofreu uma colisão na quinta volta e ficou com a 20ª posição. A corrida foi válida pelo recém criado campeonato da Fórmula Indy, que unificou a IRL e a Champ Car. Está foi a última prova a ser utilizada com a estrutura, equipes e pilotos da Champ Car. Os pontos desta prova são válidos para a tabela de classificação da Fórmula Indy.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *