IndyCar: Presidente da Indy quer Alonso e McLaren no grid em 2019

A decisão de Fernando Alonso para deixar a Fórmula 1 ao fim da temporada 2018 colocou a Fórmula Indy nos holofotes da imprensa mundial. O campeonato que tem em seu calendário as 500 Milhas de Indianápolis é tido como o provável destino do espanhol, que neste ano está disputando o Mundial de Endurance paralelamente à Fórmula 1.

O presidente da IndyCar, entidade que controla o campeonato de monopostos norte-americano, declarou ao site oficial da categoria que os dirigentes do campeonato estão empenhados em ter o bicampeão mundial em seu grid. A operação também envolveria a McLaren, que desde a incursão com Alonso nas 500 Milhas de 2017 não esconde a intenção de voltar à Indy, onde competiu na década de 1970.

“O anúncio certamente alimentou a excitação entre os fãs da Indy, que esperam que Alonso possa competir integralmente no campeonato em 2019. A McLaren está trabalhando para colocar todas as peças em seus lugares, e nós apoiamos seus esforços para tornar possíveis todos os arranjos necessários”, afirmou Mark Miles.

No entanto, o executivo não alimenta esperanças de um anúncio imediato. Mesmo com a declaração de que não estará com Alonso na F1 em 2019, a McLaren ainda negocia parcerias para definir seu ingresso na Indy.

“Eu não espero que isso seja resolvido até perto do final deste ano”, disse Miles.

Em 2017, a equipe fez uma parceria com a Andretti para viabilizar a participação de Alonso na Indy 500. Para uma temporada completa, o time estuda outras possibilidades além da estrutura que pertence ao ex-piloto Michael Andretti, que chegou a correr pela McLaren na Fórmula 1 como companheiro de Ayrton Senna, em 1993.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *