IndyCar: Scott Dixon vence em Mid-Ohio

O neozelandês Scott Dixon (Ganassi) venceu neste domingo (07/08), o GP de Mid-Ohio, 11ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Dixon no ano. O escocês Dario Franchitti completou a dobradinha da Ganassi. O norte-americano Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) foi o 3º.

Pole-position Dixon dominou a prova, liderando 50 das 85 voltas disputadas. Na 61ª volta, após a relargada da segunda amarela da prova, o neozelandês passou Franchitti, reassumindo em definitivo a liderança.

Franchitti havia assumido a ponta na bandeira amarela, ao entrar nos boxes uma volta antes de Dixon. A bandeira foi provocada pela rodada do norte-americano Graham Rahal (Newman-Haas), que foi tocado pela compatriota Danica Patrick (Andretti Autosport).

O australiano Will Power (Penske), vice-líder do campeonato, optou por ficar mais uma volta na pista, caindo para o final do pelotão quando o SC foi acionado.

Hunter-Reay passou para 3º, e tentou, sem sucesso, superar Franchitti nas voltas finais.

O japonês Takuma Sato (KV Racing) foi o 4º, depois de se envolver em um acidente após a primeira relargada, com o norte-americano JR Hildebrand (Panther) e o brasileiro Helio Castroneves (Penske). Apenas 16º no grid, o brasileiro Tony Kanaan (KV Racing) fez uma ótima prova, terminando em 5º. O canadense Alex Tagliani (Sam Schmidt) fechou os seis primeiros.

Entre os demais brasileiros Vitor Meira (A.J.Foyt) terminou na 10ª posição, Bia Figueiredo (Dreyer&Reinbold) 17º e Castroneves 19º.

A primeira amarela da prova, foi provocada pela batida na proteção de pneus do colombiano Sebastian Saavedra (Conquest), na 22ª volta. O canadense James Hinchcliffe (Newman/Haas), que na volta inicial havia caído para o final do pelotão depois de um toque de Tagliani, parou uma volta antes, e assumiu a liderança. O canadense liderou 26 voltas, mas uma rodada depois da segunda rodada de pits, o derrubou novamente para as últimas posições.

Estreando na categoria, o britânico Martin Plowman (Sam Schmidt) terminou na 18ª posição.

Além de Dixon (50), Hinchcliffe (26) e Franchitti (quatro), também lideraram a prova Patrick (três) e Power (duas).

Franchitti lidera o campeonato com 428 pontos, 62 a mais do que Power. Dixon é o 3º com 335. Kanaan é o 4º com 283.

A próxima etapa acontece no oval de New Hampshire, no dia 14 de agosto. 

Final:

1 – Scott Dixon – Ganassi – 85 voltas em 1h48m46s9509 
2 – Dario Franchitti – Ganassi – 7″650
3 – Ryan Hunter Reay – Andretti – 9″078
4 – Takuma Sato – Lotus KV – 12″306
5 – Tony Kanaan – Lotus KV – 19″974
6 – Alex Tagliani – Schmidt – 20″626
7 – Marco Andretti – Andretti – 20″909
8 – Oriol Servia – Newman/Haas – 23″025
9 – Sebastien Bourdais – Coyne – 23″641
10 – Vitor Meira – Foyt – 26″258
11 – Charlie Kimball – Ganassi – 27″455
12 – Simona De Silvestro – HVM – 29″043
13 – Simon Pagenaud – Dreyer&Reinbold – 29″788
14 – Will Power – Penske – 42″567.
15 – Ernesto Viso – Lotus KV – 45″325
16 – Ryan Briscoe – Penske – 45″714
17 – Ana Beatriz – Dreyer&Reinbold – 47″094
18 – Martin Plowman – Schmidt – 48″370
19 – Helio Castroneves – Penske – 48″867
20 – James Hinchcliffe – Newman/Haas – 49″409
21 – Danica Patrick – Andretti – 59″985.
22 – Ed Carpenter – Fisher – 1’09″213
23 – James Jakes – 1’09″530
24 – Graham Rahal – Ganassi – 2 voltas
25 – JR Hildebrand – Panther – 4 voltas

Abandonos:

Mike Conway – Andretti – 63 voltas
Sebastian Saavedra – Conquest – 20 voltas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *