IndyCar: Scott Dixon vence GP de Toronto

O neozelandês Scott Dixon (Chip Ganassi Racing) venceu neste domingo (15/07) o GP de Toronto, no Exhibition Place, no Canadá, 12ª etapa da temporada. Foi a terceira vitória de Dixon no ano e 44 na categoria. O francês Simon Pagenaud (Team Penske) e o canadense Robert Wickens (Sam Schmidt Motorsports) completaram o pódio.

Líder do campeonato Dixon assumiu a ponta, em definitivo, faltando 27 voltas para o final. Recebendo a bandeira quadriculada com 5s2701 de vantagem sobre Pagenaud. Correndo em casa,

No total Dixon liderou 49, das 85 voltas disputadas.

Para alegria dos fãs os canadenses Wickens e James Hinchcliffe, parceiros na Schmidt Peterson Motorsports, fizeram um ótimo duelo pelo terceiro lugar. Com Wickens garantindo a última vaga no pódio com 1s5 de vantagem sobre Hinchcliffe.

O norte-americano Charlie Kimball (Carlin) terminou em quinto, o melhor resultado da equipe, estreante na categoria. Kimball também liderou uma volta, a primeira da equipe na Indy.

O brasileiro Tony Kannan (A.J.Enterprises) foi o sexto colocado, seguido pelos norte-americanos Zach Veach (Andretti Autosport)e Alexander Rossi (Andretti Autosport).

Josef Newgarden (Team Penske) alinhou na pole e liderou 25 voltas, Mas ralou no muro na relargada da volta 33, tendo que ir para os boxes, com a suspensão do lado direito danificada.  Terminou em nono. O norte-americano  Marco Andretti (Andretti Autosport) fechou os dez primeiros.

O brasileiro Matheus Leist (A.J.Foyt Enterprises) terminou na 15ª posição.

A prova teve três bandeiras amarelas: A primeira, entre as voltas 26 e 32, depois da batida do norte-americano Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) no muro da curva três.

Pouco depois da relargada a bandeira amarela foi novamente acionada, entre as voltas 34 e 38, após um múltiplo acidente que envolveu cinco carros na curva um: o australiano Will Power (Team Penske), o norte-americano Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan), o francês Sébastien Bourdais (Dale Coyne Racing), Rossi, Hunter-Reay, e o britânico Max Chilton (Carlin).

A terceira e última aconteceu entre as voltas 42 e 43, com o toque do austríaco René Binder (Juncos Racing) na curva oito.

Power marcou a melhor volta da prova: 59s7140 (107.673 mph).

Dixon lidera o campeonato com 464 pontos, seguido por Newgarden com 402 e Rossi com 394.

A próxima etapa acontece em Mid-Ohio, no dia 29 de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *