IndyCar: Sébastien Bourdais vence primeira prova em Toronto

O francês Sébastien Bourdais (KVSH Racing) venceu neste domingo (20/07), a primeira prova da rodada dupla do GP de Toronto, no Canadá. Foi a primeira vitória de Bourdais desde 2007 (no México pela antiga ChampCar), e 32 na categoria. Os brasileiros, Hélio Castroneves (Team Penske) e Tony Kanaan (Chip Ganassi), completaram o pódio.

Pole-position, Bourdais dominou a prova, liderando 58, das 65 voltas disputadas. No final, recebeu a bandeirada com 3s3408 e vantagem sobre Castroneves. Kanaan fechou o pódio pela segunda prova consecutiva.

Depois da prova ser adiada de sábado para domingo (devido as fortes chuvas), logo na primeira volta um múltiplo acidente bloqueou a pista na curva quatro.

O francês Simon Pagenaud (Schmidt) levou um toque do novato italiano Luca Filippi (Rahal), que rodou. Na sequencia, se envolveram no toque o japonês Takuma Sato (A.J.Foyt), o colombiano Carlos Huertas (Coyne) e o britânico Mike Conway (Ed Carpenter Racing). Sato teve o carro mais danificado.

A bandeira vermelha foi agitada. As equipes aproveitaram a parada, para trabalhar nos carros avariados.

Na relargada, Bourdais manteve a ponta, seguido pelo norte-americano Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport), Castroneves e Kanaan.

Na 18ª volta, Huertas bateu na curva 3, provocando a segunda entrada do Safety-Car. Duas voltas depois, a prova recomeçou.

Na 33ª volta, Hunter-Reay perdeu rendimento, e foi superado por Castroneves, Kanaan e o neozelandês Scott Dixon (Chip Ganassi). Na volta seguinte, Bourdais foi para os boxes, trocar os pneus macios para os duros.

Castroneves assumiu a ponta por uma volta, e entrou nos boxes. Pagenaud, em uma prova de recuperação, liderou até também entrar nos pits e Bourdais retomar a ponta, na 41ª volta.

Duas volta antes, Kanaan e Hunter-Reay se tocaram em disputa por posição. O norte-americano teve que ir para os pits, para reparos, mas acabou abandonando.

Bourdais não foi ameaçado até o final, e encerrou um jejum de vitórias na categoria, de sete anos. Castroneves e Kanaan completaram o pódio.

Pagenaud terminou em quarto, seguido por Dixon. Os norte-americanos Graham Rahal (Rahal) e Charlie Kimball (Chip Ganassi), o canadense James Hinchcliffe (Andretti Autosport), o australiano Will Power (Team Penske) e o britânico Justin Wilson (Dale Coyne) fecharam os dez primeiros.

Power, que bateu durante a volta de apresentação ontem, teve que alinhar no final do grid. A ordem de largada foi baseada na ordem de entrada no pit lane antes da bandeira vermelha.

Na volta final, o australiano escapou de um acidente, quando o norte-americano Josef Newgarden (Fisher) tentou a ultrapassagem, e passou reto. Power conseguiu desviar e saiu ileso. Newgarden bateu forte no muro.

A ordem de largada para a segunda prova (que começa as 17h15m) será definida pela posição dos pilotos no campeonato.

Castroneves lidera com 512 pontos, seguido por Power com 484 e Pagenaud com 454.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *