IndyCar: Tony ‘Carro é bom, mas precisa melhorar antes da classificação’

Treino oficial acontece nesta madrugada.

a sexta corrida na pista em Gold Cost, completou 33 voltas nos dois treinos, e a melhor marca foi 1min37s5488 em uma velocidade média de 103.662 milhas por hora. Entre as seis corridas em circuitos mistos realizadas em 2008, Tony só não esteve na fase decisiva da classificação no GP de Edmonton, no Canadá, a única que o brasileiro ficou fora dos seis mais rápidos desde 2005. Aliás, o treino oficial é dividido em três fases. Na primeira, são formados dois grupos de 12 pilotos cada, que passam à segunda somente os seis mais rápidos de cada grupo. Com 12 pilotos na pista, seis avançam para a superclassificação que definirá o grid de largada.


O GP da Austrália, que busca uma vaga no calendário de 2009, tem se caracterizado pelos diversos eventos promocionais. Os pilotos participaram de partidas de vôlei de praia, vôo de helicóptero, disputa com buggy entre outros. Um dos mais divertidos foi na coletiva oficial de imprensa, quando eles tocaram um instrumento de origens aborígenes chamado didgeridoo. Kanaan ainda teve uma sessão de autógrafos na loja 7-Eleven australiana.


Combinado dos tempos nos dois treinos livres:


1º. Will Power (AUS/KV), 1min34s8084
2º. Hélio Castroneves (BRA/Penske), a 1s3525
3º. Dario Franchitti (ESC/Ganassi), a 1s3628
4º. Oriol Servia (ESP/KV), a 1s6310
5º. Graham Rahal (EUA/Newman-Haas-Lanigan) a 1s6879
6º. Justin Wilson (ING/Newman-Haas-Lanigan), a 1s7043
7º. Scott Dixon (NZL/Ganassi), a 1s7728
8º. Ryan Hunter-Reay (EUA/Rahal Letterman), a 2s0779
9º. Ryan Briscoe (AUS/Penske), a 2s7099
10º. Tony Kanaan (BRA/Andretti-Green), a 2s7404
11º. Bruno Junqueira (BRA/Dale Coyne), a 2s9625
12º. Mário Moraes (BRA/Dale Coyne), a 3s8488
13º. Alex Tagliani (CAN/Conquest), a 4s0015
14º. Hideki Mutoh (JAP/Andretti-Green), a 4s0269
15º. Ernesto Viso (VEN/HVM), a 4s0700
16º. AJ Foyt IV (EUA/Vision), a 4s2836
17º. Vitor Meira (BRA/Foyt), a 4s3454
18º. Dan Wheldon (ING/Panther), a 5s0429
19º. Marco Andretti (EUA/Andretti-Green), a 5s0498
20º. Danica Patrick (EUA/Andretti-Green), a 5s2443
21º. Jaime Câmara (BRA/Conquest), a 5s6737
22º. Buddy Rice (EUA/Dreyer & Reinbold), a 5s9112
23º. Ed Carpenter (EUA/Vision), a 6s6667
24º. Townsend Bell (EUA/Dreyer & Reinbold), a 6s7406


Novo capacete


O brasileiro Tony Kanaan correrá o GP da Austrália com uma nova pintura em seu capacete estilizada por Sid Mosca. Desta vez, Kanaan apoiará o projeto “Bota Pra Fazer” www.botaprafazer.org.br que busca despertar nos jovens uma atitude empreendedora, ou seja, na prática, é potencializar a sua criatividade, seja no trabalho, na faculdade, no bairro, na comunidade entre outros. E o movimento “Bota Pra Fazer” veio para ajudar quem tem iniciativa. A Endeavor, organização de apoio a empreendedores de alto impacto, lança nacionalmente o movimento “Bota pra Fazer” com o objetivo de inspirar os brasileiros a tirarem suas idéias do papel e a criarem novos negócios. O movimento foi criado porque estudioso perceberam que no mundo todo, grandes idéias são deixadas para trás por falta de estímulo ou de conhecimento. E isso, principalmente para um pais como no nosso, significa um grande desperdício de talento e inovação.


Além de Kanaan, grandes grandes empresários, como Luiz Seabra, fundador da Natura, Oskar Metsavah, da Osklen, Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, José Júnior, do AfroReggae, Nega Gizza, da Central Única de Favelas, Rodrigo Baggio, da CDI, e o fundador da Dell, o empresário Michael Dell divulgarão suas trajetórias para inspirar outros empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *