IRC: Brasileiro termina em sexto primeiro dia do Rally de Curitiba

Feliz com o resultado, piloto acredita que poderia ter sido ainda melhor em sua estreia na etapa brasileira do IRC.

O piloto baiano Daniel Oliveira, da equipe GDK/Stohl Racing, fechou na sexta posição o primeiro dia de competições do Rally Internacional de Curitiba, que está sendo disputado neste fim de semana (5 e 6 de março), na região metropolitana da capital paranaense. Válida como a segunda das 12 etapas da temporada de 2010 do Intercontinental Rally Challenge (IRC), ou Desafio Internacional de Rali, a prova curitibana, disputada em estradas terra, reúne pilotos e navegadores vindos também da Grã-Bretanha, Finlândia, República Checa e Portugal.

Primeiro jovem talento brasileiro a voltar sua carreira no automobilismo para as categorias de rali internacionais, Daniel Oliveira, de 24 anos, nunca havia participado da prova curitibana. Por isso, o primeiro dia do rali serviu como um grande aprendizado para o piloto, que disputa o IRC ao volante de um Peugeot 207 da categoria S2000, com cerca de 300 cavalos de potência e tração nas quatro rodas, preparado pela equipe suíça Stohl Racing.

“Estou feliz por terminar o rali nesta sexta posição, mas podia ter sido melhor. O dia começou tranqüilo, nas primeiras especiais, mas depois cometemos alguns erros que nos custaram alguns segundos a mais”, revelou o piloto da GDK/Stohl Racing, referindo-se também ao seu dupla, o navegador francês Dennis Giraudet. “Além disso, tenho que aprimorar meu aproveitamento durante as sessões de reconhecimento de pista”, admitiu. “Fora isso, o carro se comportou muito bem, e a pista, que na primeira especial ainda tinha barro, secou e esteve rápida do começo ao fim”, elogiou.

Para este sábado (6), segundo e último dia do Rally de Curitiba, Daniel Oliveira prevê um dia não muito fácil. “Acho que as especiais de amanhã serão mais difíceis do que as de hoje, pois há trechos de alta velocidade, onde chegamos a até 180 km/h, mas muito estreitos, e curvas bem travadas, o que exigirá muita concentração e trabalho dos pilotos”, finalizou.

O Rally Internacional de Curitiba também abre os calendários de 2010 do rali brasileiro e sulamericano, e por isso conta com mais 43 carros participantes, incluindo equipes da Argentina, Uruguai e Bolívia.

A programação neste sábado prevê a disputa de outras sete especiais, em locais diferentes das de hoje, com início às 8:30 da manhã, e mais o Super Prime, última sessão cronometrada da prova. Disputado em um circuito construído especialmente para o evento, com 3.100 metros de extensão e capacidade para 15 mil expectadores, próximo ao autódromo internacional de Curitiba, o Super Prime terá início às 14:20 hs.

Resultado da prova, ao final do primeiro dia:

1º) Kriss Meek/Paul Nagle (GB) – 49min17s20
2º) Guy Wilks/Philip Pugh (GB) – 49min49s90
3º) Jan Kopecky/Petr Stary (RCH) – 50min17s30
4º) Juho Hanninen/Mikko Markkula (FIN) – 50min59s90
5º) Bruno Magalhães /Carlos Magalhães (POR) – 51min25s10
6º) Daniel Oliveira/Dennis Giraudet (BRA/FRA) – 55min15s90
7º) Eduardo Scheer/Geferson Pavinatto (BRA) – 56min33s3
8º) Eduardo Peredo/Claudio Bustos (BOL) – 56min36s7
9º) Roberto Theodoro/Nani Waschemburger (BRA) – 59min01s3
10º) Marcos Tokarski/Laércio Reginatto (BRA) – 1h54min3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *