IRC: Kris Meeke vence seis das sete primeiras especiais do Rally Internacional de Curitiba

Piloto britânico segue firme no processo de recuperação depois do abandono na primeira etapa da temporada, em Mônaco.

Kris Meeke esteve praticamente perfeito nesta sexta-feira (5), no primeiro dia do Rally Internacional de Curitiba, prova brasileira do Intercontinental Rally Challenge, o IRC. Das sete especiais disputadas ele ganhou seis. Depois de abandonar a primeira etapa, em Monte Carlo, Mônaco, o piloto britânico, atual campeão da categoria e vencedor da edição passada do rali, começou a mostrar força logo pela manhã, ao vencer as quatro especiais.

No entanto, não foi fácil conseguir a façanha. “O maior problema que enfrentei foi com diferença de piso. Em alguns momentos eu encontrava pontos secos e em outros, molhados. Isso acabou com a vantagem que eu tinha de conhecer a etapa da prova do ano passado”, afirmou Kris Meeke. Tudo em função das mudanças climáticas: da chuva forte da véspera para o dia ensolarado nas proximidades de Curitiba (PR).

Kris Meeke foi beneficiado por um problema que Juho Hanninen teve ainda no primeiro trecho, o de Campo Magro. Atual vice-líder do campeonato e primeiro a largar, o piloto finlandês tinha tudo para estar mais próximo dos principais adversários, mas um pneu furado fez com que ele terminasse o período da manhã apenas em quinto lugar. À tarde, esboçou recuperação com o melhor tempo da quinta especial – antepenúltima do dia.

Mas o britânico retomou o controle da situação e venceu as duas seguintes. No final do dia, Kris Meeke terminou com o primeiro lugar, com uma razoável vantagem de 32s7 sobre o segundo colocado, Guy Wilks. Juho Hanninen melhorou um pouco, subindo para quarto após a sétima e última especial, a de Ouro Fino. Daniel Oliveira fechou o dia como o melhor brasileiro, em sexto lugar.

Eduardo Scheer, campeão brasileiro em 2008 na categoria N2 Light e em 2009 na A6, filho de Oswaldo Scheer, atual campeão brasileiro da N4, também merece destaque. Com seu Mitsubishi Lancer Evo 9, ele foi o sétimo colocado no geral, andando perto dos favoritos que correm com os poderosos S2000. Neste sábado sera realizada a segunda e última parte da etapa brasileira do IRC, com dois trechos muitos especiais.

Integram a programação as especiais Rio Pesqueiro, que é mais bonita do trajeto, e Bocaiúva, a mais longa e desafiadora do dia de encerramento. A competição termina com a disputa do Super Prime, a grande novidade do rali. A especial em circuito fechado será a 15ª e última do Rally Internacional de Curitiba. Os pilotos precisam se desdobrar para tentar neste sábado (6) impedir o que aconteceu em 2009: vitória esmagadora de Kris Meeke.

O RESULTADO PARCIAL DO RALLY DE CURITIBA
1) Kris Meeke e Paul Nagle
Peugeot 207 S2000 N/4
49min17s2

2) Guy Wilks e Philip Pugh
Škoda Fabia S2000 N/4
+ 32s7

3) Jan Kopecký e Petr Starý
Škoda Fabia S2000 N/4
+ 1min10s00

4) Juho Hänninen e Mikko Markkula
Škoda Fabia S2000 N/4
+ 1min42s7

5)Bruno Magalhães e Carlos Magalhães
Peugeot 207 S2000 N/4
+ 2min7s9

6)Daniel Rolim Oliveira e Denis Giraudet
Peugeot 207 S2000 N/4
+ 5min58s7

7) Eduardo Scheer e Geferson Pavinatto
Mitsubishi Lancer Evo IX N/4
+ 7min16s10

8) Eduardo Peredo e Claudio Bustos
Mitsubishi Lancer Evo IX N/4
+ 7min19s5

9) Roberto Theodoro e Nano Waschemburger
Peugeot 207 A/6
+ 8min53s30

10) Marcos Tokarski e Laércio Reginatto
Peugeot 207 A/6
+ 9min16s0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *