IRC: Diretor de segurança destaca trabalho de conscientização e ação social do Rally de Curitiba

Equipe comandada por Walter Lamarca Jr. visita com antecedência as regiões que receberão a prova para oferecer apoio e dar dicas de segurança antes do IRC.

Os organizadores da etapa brasileira do Intercontinental Rally Challenge, o IRC, que será disputada nos dias 4, 5 e 6 de março, em Curitiba (PR), acertam os últimos detalhes para a prova, principalmente nas questões que envolvem a segurança, preocupação que só termina quando os carros encerram as atividades no Brasil.

Antes do início das atividades, Walter Lamarca Jr., diretor de segurança da prova, coloca sua equipe para intensificar o processo de conscientização das pessoas sobre a prova. “Nosso trabalho é uma parte muito importante do rali, pois nos preocupamos com a segurança do público e queremos que ele possa desfrutar e acompanhar os carros em segurança”.

No processo de alertar o público, os organizadores procuram usar todos os meios de comunicação possíveis. “Há quatro finais de semana seguidos estamos fazendo panfletagem pelas regiões onde o rali passará, mostrando como será a corrida, onde é possível ver a prova, horário de fechamento das estradas e muitas outras informações importantes”.

De acordo com o responsável pela segurança, a parte mais importante do processo de conscientização do público é a palestra. “É nela que podemos falar diretamente com os líderes de comunidade para explicar tudo pessoalmente, acabando com as dúvidas, porque não podemos falar que não se pode fazer algo e não explicarmos o motivo”.

Entre os alertas de segurança, ele destaca os dois mais importantes. “Nunca ficar do lado de fora das curvas, sempre ficar para o lado de dentro. E respeitar os oficiais de prova, suas determinações e as faixas de segurança. Se tudo isso for feito, a chance de acontecer um acidente diminui bastante”.

No entanto, não é apenas na prevenção de acidentes que Walter Lamarca Jr. e sua equipe trabalham. “Nós também temos um lado social muito forte. Já distribuímos duas toneladas de alimentos na região de Quatro Barras e ainda vamos recolher roupas, colchões e mais alimentos para ajudar famílias de lá”, revela.

Algumas dessas famílias que estão recebendo apoio ficaram desabrigadas em função de fortes chuvas que atingiram a cidade e municípios vizinhos recentemente. Há também a preocupação com a natureza. “Nós vamos plantar três mil mudas de árvores para compensar a emissão de carbono durante a prova”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *