IRL: Hélio Castroneves vence praticamente de ponta-a-ponta em St. Petersburgo

O brasileiro da Penske largou na pole position e só perdeu a liderança enquanto entrou nos boxes para troca de pneus e reabastecimento, mas teve um final de corrida emocionante para conquistar a primeira vitória do ano.

Castroneves manteve a ponta na largada, mesmo sofrendo grande assédio de Marco Andretti, que saiu na segunda posição. Ainda nas primeiras curvas a bandeira amarela fora acionada devido ao toque entre os companheiros da Andretti-Green Dario Franchitti e Tony Kanaan: pior para o brasileiro que rodou ficando ao contrário na pista e caindo para a última posição.

No mesmo local, A.J. Foyt IV e Kosuke Matsuura rodam mas conseguem retornar a pista com a ajuda dos fiscais. Na 8ª volta a relargada acontece com Castroneves mantendo-se na ponta, sendo seguido por Marco Andretti e Scott Dixon. Vitor Meira, em 6º lugar parte para o ataque a Sam Hornish Jr.

Tony Kanaan que precisou fazer duas paradas de box e caiu para o final do grid (16º lugar), na 10ª volta já ocupava a 11ª posição. Mostrando ter um carro muito mais equilibrado, Dixon consegue ultrapassar Andretti após 19 voltas. 6 voltas mais tarde é a vez de Darren Manning ultrapassar Marco, que cai para a 4ª posição.

Na 28ª volta, mais uma bandeira amarela, causada por Kosuke Matsuura, que mais uma vez roda. O piloto é empurrado mais uma vez pelos fiscais, vai para os boxes e retorna a pista. Com a bandeira amarela causada pelo piloto japonês, a grande maioria dos pilotos vão para os boxes. Na saída do pit, Wheldon que não fez sua parada sob bandeira amarela assume a liderança. Hélio Castroneves é o 2º, seguido por Dixon e Andretti. Tony Kanaan ganha 3 posições no grid e já aparece em 7º lugar, atrás de Vitor Meira.

Na relargada Dan Wheldon perde muitas posições, sendo ultrapassado por Hélio que assume a ponta, Dixon, Hornish, Andretti, Meira e Manning. Sendo pressionado por Manning e com problemas no carro, Vitor Meira erra e acerta a barreira de pneus, causando a terceria bandeira amarela da corrida. Meira é empurrado pelos fiscais, tem o bico danificado mas consegue ir para os boxes, já uma volta atrás dos líderes. Além da troca do bico, a equipe Panther aproveita para trocar a caixa de câmbio do brasileiro; com isso, Vitor retorna 4 voltas atrás dos líderes, com intensão apenas de somar pontos.

Em uma situação muito estranha, Ed Carpenter é atropelado por seu companheiro de equipe A.J. Foyt IV, causando mais uma bandeira amarela. Carpenter abandona a corrida com o braço da suspensão dianteira totalmente torto. Aproveitando a bandeira amarela, Dan Wheldon faz sua parada para reabastecimento e troca de pneus. Na relargada 5 voltas depois Hélio mais uma vez mantém a ponta, seguido por Dixon, Hornish, Manning e Kanaan. A maioria dos pilotos são obrigados a realizarem suas paradas sob bandeira verde, e com isso Marco Andretti assume a ponta da prova, seguido por seu companheiro Dario Franchitti. Hélio volta na 3ª posição, a frente de Dixon. Tony volta em 6º lugar.

Na volta 72 Andretti realizada sua parada de box, e com isso Castroneves reassume a ponta da prova, sendo seguido pelos piloto da Ganassi Scott Dixon e Dan Wheldon. Manning roda sozinho, causando mais uma bandeira amarela na prova, e obrigando Tony a fazer uma manobra muito rápida para evitar o choque com o piloto. Sarah Fisher também roda e precisa de auxílio para retornar a pista. Wheldon aproveita e faz sua última parada aos boxes. Hélio no final da prova mantém a liderança, seguido por Dixon e Tony Kanaan que saiu do último lugar para alcançar o pódio. Na relargada Dixon tenta forçar a ultrapassagem em cima de Castroneves que consegue segurar-se na ponta.

Tony Kanaan também encosta em Dixon, restando 17 voltas para o fim da prova, porém não consegue manter o mesmo ritmo dos dois primeiros. Nas ultimas voltas Dixon parte para cima de Hélio, tentando que o brasileiro cometesse um erro e entregasse a ponta, porém o piloto da Penske fez uma corrida perfeita, alcançando sua primeira vitória na temporada.

Scott Dixon chegou em segundo lugar a frente do baiano da Andretti-Green Tony Kanaan. Marco Andretti terminou a corrida em 4º lugar, seguido pelo outro piloto do time, o escocês Dario Franchitti. Vitor Meira, depois de muitos problemas, terminou em 16º lugar.

Após 2 etapas, Scott Dixon é o líder com 80 pontos, seguido pelo seu companheiro de equipe Dan Wheldon com 75 e Hélio Castroneves também com 75 pontos. Tony Kanaan ocupa a 4ª posição com 65 pontos e Vitor Meira está em 8º lugar com 46 pontos.

A próxima etapa acontece no Japão, no circuito Twin Ring Montegi no dia 21 de abril.

Confira o resultado final da prova:

1- Helio Castroneves
2- Scott Dixon
3- Tony Kanaan
4- Marco Andretti
5- Dario Franchitti
6- Tomas Scheckter
7- Sam Hornish Jr
8- Danica Patrick
9- Dan Wheldon
10- Buddy Rice
11- Scott Sharp
12- Darren Manning
13- A. J. Foyt IV
14- Jeff Simmons
15- Sarah Fisher
16- Vitor Meira
17- Kosuke Matsuura
18- Ed Carpenter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *