IRL: Kentucky abre treinos para antepenúltima etapa

Vitor Meira volta à pista em que estreou na categoria apostando na chance que tem de assumir o quarto lugar na classificação geral.


A temporada da Fórmula Indy abre neste sábado (12) a programação de sua antepenúltima etapa. O GP do Kentucky, no domingo (13), poderá restringir a menos de uma dezena de nomes a lista de pilotos com chances matemáticas de conquistar o título. Hoje, após 11 das 14 corridas do campeonato, 13 pilotos ainda têm condições de ficar com a taça. Considerando-se que todos eles disputem as três últimas etapas, os candidatos ao título são apenas seis.

O grupo desses seis pilotos inclui os três representantes do Brasil na Indy. Helio Castroneves, da Penske, lidera o campeonato com 376 pontos. Vitor Meira, da Panther, e Tony Kanaan, da Andretti Green, aparecem em quinto e sexto na tabela. Estão, respectivamente, a 56 e a 67 pontos do líder. Os outros candidatos ao título são o norte-americano Sam Hornish Jr., também da Penske, o inglês Dan Wheldon e o neozelandês Scott Dixon, ambos da Ganassi.

Meira participará da prova do Kentucky pela quinta vez. Foi nessa corrida que ele fez sua estréia na categoria, em 2002, pela equipe Menards. Largando em 13º, terminou em 15º, uma volta atrás do vencedor Felipe Giaffone. Em 2003, pela Rahal-Letterman, Vitor largou em 21º e abandonou a prova na nona volta. No ano seguinte, largou e terminou em sétimo, numa prova em que Buddy Rice, então seu companheiro de equipe, conquistou a pole e a vitória.

No GP do Kentucky de 2005, Vitor alinhou o carro da Rahal-Letterman em sexto e terminou a corrida em segundo, apenas 0s0779 atrás do vencedor Scott Sharp, da Fernandez. Sua expectativa para a corrida deste domingo é positiva. “A Panther já mostrou que tem bons acertos para todos os tipos de pista, aqui não vai ser diferente”, anima-se o brasiliense, piloto que obteve o maior número de pontos na Indy entre a quinta etapa, em Watkins Glen, e a 11ª, em Michigan.

Ainda perseguindo sua primeira vitória na categoria, Vitor Meira afirma que a meta principal para o GP do Kentucky será se aproximar da quarta posição na classificação do campeonato. “Nossa meta, há dois ou três meses, era terminar o campeonato em quinto. Estou em quinto, o mínimo que podemos esperar como fruto do nosso trabalho e ganhar mais uma posição”, diz o piloto, que nas últimas sete provas obteve três segundos e dois terceiros lugares.

A prova de domingo será a sétima da Indy no oval de uma milha e meia do Kentucky Speedway. Buddy Lazier ganhou as duas primeiras edições, em 2000 e 2001, pela Hemelgarn. Giaffone, com a Mo Nunn, conquistou em 2002 a única vitória brasileira nessa pista. Em 2003, Sam Hornish Jr. levou o carro da Panther ao primeiro lugar. Adrian Fernandez, em 2004, e Scott Sharp, em 2005, deram duas vitórias consecutivas à equipe Fernandez Racing.

Nenhum piloto obteve duas poles no Kentucky. Scott Goodyear, em 2000, e Hornish Jr., em 2003, deram as duas poles da Panther. Sharp foi primeiro em 2001, com a Delphi. Em 2002, a pole foi de Sarah Fisher, da Dreyer & Reinbold – a piloto volta à Indy na corrida deste domingo, pela mesma equipe. Em 2004, Buddy Rice, da Rahal-Letterman, largou à frente. Em 2005, houve mais uma pole feminina, com Danica Patrick, da Andretti Green.

A programação de treinos para o GP do Kentucky, neste sábado, prevê duas sessões livres, às 12h e às 14h45. A partir das 17h30, os pilotos vão à pista para o treino classificatório. No domingo, haverá um último treino livre, às 11h30. A largada para as 200 voltas da prova será dada às 16h30 – todos esses horários são referentes a Brasília. O canal Bandsports anuncia transmissão da corrida ao vivo, com narração de Celso Miranda e comentário de Willy Herrmann.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *