IRL: Meira comemora e diz que ‘o melhor ainda está por vir’

O segundo lugar no GP de Watkins Glen aumentou a motivação de Vitor Meira para o restante do campeonato da Fórmula Indy. O brasileiro da Panther conquistou na prova do último domingo (4), quinta etapa, seu melhor resultado no ano, na vitória do neozelandês Scott Dixon, da Ganassi.

“Os resultados do nosso trabalho estão começando a aparecer”, comemorou o piloto, que igualou o melhor resultado de sua carreira – terminou em segundo pela quinta vez.

Apesar do momento de euforia, Meira reconhece que a Panther ainda não está no nível técnico em que se encontram Penske, Andretti-Green e Ganassi, as três principais forças da Fórmula Indy. “Em circuitos mistos, nossa desvantagem é um pouco menor, e a boa estratégia também contribuiu para esse resultado. Foi um ótimo momento, comemoramos bastante, mas agora é hora de pôr os pés no chão e retomar a rotina. O trabalho não pára”, comenta.

Meira, que com o resultado subiu do décimo para o sexto lugar na tabela de classificação do campeonato, entende que o segundo lugar é um prêmio pelo esforço da Panther. “Nós estamos trabalhando juntos há apenas três meses, ainda estamos num processo de reestruturação. O Scott, por exemplo, está na Ganassi há cinco anos. Imagine o que a Panther e eu estaremos conquistando daqui a três anos… O melhor ainda está por vir”, pondera, confiante.

Mesmo frisando a necessidade de desenvolvimento do Dallara-Honda da Panther, Meira espera mais um bom resultado na sexta prova da temporada, que será disputada na noite de sábado (10) no oval do Texas. “A Panther tem uma boa receita técnica para essa pista, não é à toa que já ganhou cinco corridas lá. Ainda não é o momento de esperar a conquista de uma vitória, mas acho que teremos mais um fim de semana muito produtivo”, opina.

Legenda: Meira em ação com o carro da Panther no GP de Watkins Glen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *